DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Fluminense vence o Santos pela Sul-Americana

Os poucos torcedores que estiveram presentes ao estádio de São Januário assistiram a um bom jogo, disputado, corrido e decido pela categoria de Felipe. O camisa 10 comandou o Fluminense na vitória por 2 a 1 sobre o Santos, que jogou desfalcado de jogadores importantes, pela Copa Sul-Americana. Como gol fora de casa é critério de desempate, o time paulista precisa apenas de um resultado simples de 1 a 0 no jogo de volta para passar para a outra fase. Já o tricolor jogará na Vila Belmiro com a vantagem de poder empatar.

A data da partida de volta ainda está indefinida e será decidida nesta quinta-feira pela Conmebol. Quem vencer o confronto enfrenta Banfield ou Estudiantes, da Argentina, na segunda fase da Copa Sul-Americana.

O primeiro tempo começou devagar, com os times trocando muitos passes no meio-campo. Aos sete minutos, Felipe experimentou de longe e Saulo fez uma boa defesa. O camisa 10 comandava o time carioca, e aos 12 puxou um contra-ataque pela direita, que a zaga santista mandou para fora. A equipe paulista não ameaçava o gol de Kléber, mostrando pouco poder ofensivo.

Aos 20 minutos, o time do Fluminense fez uma boa jogada coletiva e Tuta recebeu na grande área, mas caiu e Leonardo Gaciba marcou um pênalti duvidoso. Na primeira cobrança Tuta chutou para fora, mas o árbitro mandou voltar porque o goleiro Saulo se adiantou. Na segunda oportunidade, o atacante tricolor mandou no travessão e perdeu novamente a penalidade.

Logo depois, o atacante Beto entrou pela direita, e ao invés de cruzar para Tuta ou Felipe, preferiu chutar para o gol. Saulo fez uma boa defesa. Aos 30, o primeiro lance de perigo do Santos. Léo Lima cobrou uma falta de longe e Kléber mandou para escanteio. Dois minutos depois Diego foi lançado e o goleiro tricolor tirou de bico, na sobra, Léo Lima furou o chute.

Aos 40, Felipe conseguiu acertar um lindo chute que desviou nos dedos de Saulo, a bola bateu na trave e no rebote Gabriel chutou a bola na outra trave. Boa chance desperdiçada pelo Fluminense, que pressionava. Dois minutos depois, novamente Felipe deu ótimo passe para Tuta, entre as pernas de Ávalos, e o atacante se esticou para chegar antes de Saulo e tocar para abrir o placar: 1 a 0.

Na volta para a segunda etapa Gallo trocou o esquema do Santos, colocando Giovanni, que estava sendo poupado, no lugar do zagueiro Rogério. A mudança surtiu efeito e o time paulista pressionou no início. Aos 5 minutos Léo Lima cobrou uma falta que cruzou toda a área e bateu na trave esquerda de Kléber, no rebote Ávalos desperdiçou uma ótima chance, sozinho. Três minutos depois Flávio tentou de fora, mas a bola desviou na zaga carioca.

Santos chega ao empate

Aos 10, Giovanni mostrou que tinha entrado no jogo para mudar a história do primeiro tempo. O meia deu um lindo passe para Flávio, que cruzou para Élton apenas enconstar e empatar a partida em 1 a 1. O Fluminense parecia perdido em campo, apenas observando os jogadores do Santos, mas a genialidade de Felipe fez a diferença. O meia deu um lindo passe para Beto, que cruzou para Gabriel marcar mais um gol e abrir 2 a 1 no placar.

Felipe voltou a aparecer aos 22, com um lindo chute, que Saulo defendeu. Um pouco depois Giovanni também acertou um chute de longe, a bola desviou na zaga tricolor e Kléber fez uma grande defesa. O Santos passou a pressionar, enquanto o Fluminense se defendia e segurava o resultado. Faltando dois minutos Luciano Henrique cobrou uma falta no ângulo, mas Kléber garantiu a vitória do tricolor carioca. No final da partida os torcedores gritaram o nome de Felipe, reconhecendo a boa atuação do camisa 10 tricolor.

Fluminense 2 X 1 Santos

Local: Estádio São Januário (RJ)

Árbitro: Leonardo Gaciba (RS)

Gols: Tuta (FLU) aos 42 minutos do primeiro tempo. Élton (SAN) aos 10 e Gabriel (FLU) aos 18 minutos do segundo tempo.

Cartões Amarelos: Saulo e Élton (SAN) e Arouca e Rodrigo Tiuí (FLU)

Fluminense: Kléber; Gabriel Santos, Igor e Milton do Ó; Gabriel, Arouca, Romeu (Preto Casagrande), Felipe, Juan; Beto (Rodrigo Tiuí) e Tuta (Juninho). Técnico: Abel Braga.

Santos: Saulo, Flávio, Luiz Alberto, Ávalos, Wendel, Zé Elias, Rogério (Giovanni), Elton, Léo Lima (Luciano Henrique), Douglas (Geílson) e Diego. Técnico: Alexandre Gallo.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152