DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Festa Junina e seus significados

Uma das festas mais tradicionais do Brasil, a festa junina é comemorada principalmente nas escolas, nos clubes, nas igrejas e em várias comunidades. As bandeiras coloridas, as roupas e músicas caipiras, as comidas típicas e as fogueiras, são algumas das características desta festa popular, que ocorre em qualquer data do mês de junho.

Ela faz referência aos santos católicos Santo Antonio (dia 13), São Pedro (dia 29) e São João Batista (dia 24), uma celebração das festas litúrgicas neste mês.

Trazida por colonizadores portugueses ao Brasil, com o passar do tempo, ela adquiriu características tipicamente brasileiras. Nas festas, encontramos vários elementos da cultura popular que representam a crendice da população de cada região. Os principais símbolos das festas juninas possuem um significado especial:

Pau de Sebo: com uma certa quantia afixada no topo, as pessoas têm que subir pelo pau, que está lambuzado de gordura, para conseguir pegar o dinheiro.

Quadrilha: os portugueses trouxeram para o Brasil esta dança, que surgiu nos salões da corte francesa, onde era conhecida como “quadrille”. A dança era para agradecer aos santos pelas boas safras das plantações e as mulheres usavam vestidos coloridos e rodados, que representavam a riqueza. As palavras francesas como “anarriê, avancê” eram usadas para puxar as pessoas da dança. Hoje, no Brasil, a quadrilha junina é uma referência caipira e matuta, e é uma expressão da cultura popular.

Fogueira: além de aquecer as noites frias durante as festividades, ela também simboliza a proteção contra os maus espíritos que atrapalhavam a boa colheita. Segundo a tradição, a fogueira quadrada é a de Santo Antonio, a redonda de São João, e a triangular a de São Pedro.

Balões: foram criadas para celebrar os santos da festa, agradecendo pela realização dos pedidos e também para avisar o início da festa. Atualmente, por questão de segurança, é proibido soltar balões e são usados apenas para as decorações.

Comidas típicas: como forma de agradecimento pela boa colheita, é um dos principais símbolos juninos. Pé de moleque, canjica, curau, pamonha, bolo de milho, milho cozido, cocada, arroz doce, pinhão e quentão são as comidas típicas. Outras guloseimas são acrescentadas de acordo com cada região do Brasil.
Fogos: também para agradecer a boa colheita, teve origem na China. Eles também são usados para espantar maus espíritos e ainda para acordar São João.

Bandeirinhas: antigamente, era comum durante as festas juninas gravar as imagens de Santo Antonio, São João e São Pedro em grandes bandeiras coloridas. Elas eram colocadas em água para a lavagem dos santos, que significava a purificação da água e de quem com ela se banhasse. Hoje em dia, para lembrar este ritual, as grandes bandeiras (ainda presente em alguns lugares) foram substituídas pelas famosas bandeirinhas.

Casamento caipira: também conhecido como “casamento na roça”, a representação é uma das mais divertidas, cheias de brincadeiras e gozações. É uma das atrações mais esperadas da festa. Após o casamento, inicia-se a quadrilha.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,

Cristiana Vieira
Cristiana Vieira
Paulistana, formada em Jornalismo e em Globalização e Cultura, aprendiz de cozinheira; acredita que viajar (seja para um bairro distante ou atravessando oceanos) sempre leva a cores, sabores e, talvez, amores que nos inspiram a colecionar mais momentos do que poderemos lembrar.
225