DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Felipe Massa: ?Esse vai ser o ano mais importante da minha carreira?

Há duas semanas de iniciar sua terceira temporada como piloto titular da Sauber, o brasileiro Felipe Massa está confiante em um bom desempenho no Mundial 2005 da F-1. “É o ano mais importante da minha carreira”, afirma o piloto, que está em seu último ano de contrato com a escuderia suíça.

“Tenho que fazer um ano bom para ter a chance de continuar minha carreira na F-1 de uma forma melhor, seja na Sauber ou em outra equipe. É difícil falar em resultado porque nem sempre depende só da gente, mas preciso ir bem”, diz Massa, que foi piloto de testes da Ferrari em 2003 e acabou o Mundial de 2004 com 12 pontos.

Mais maduro, ele sabe que tem que mostrar serviço para se manter na categoria, mas não se deixa abalar pela pressão. Até porque o carro da Sauber vem mostrando evolução nos últimos testes realizados na pré-temporada, confirmando uma melhora que, segundo Massa, já vem desde a metade do ano passado.

Depois de sessões ruins em Barcelona, no fim de janeiro, o carro voltou para a fábrica e, após passar pelo túnel de vento, sofreu algumas modificações. “Tinha algo errado em Barcelona. Eles levaram o carro de volta para casa, colocaram no túnel de vento, corrigiram um pouco e ele voltou bem melhor para Jerez”, conta o brasileiro.
Além disso, a Sauber não enfrentou nenhum problema de motor, o que será de extrema importância nesta temporada, já que, pelo novo regulamento, cada unidade deverá durar por duas corridas. “Não tivemos nenhum problema de motor este ano. Andamos 1400 km em Barcelona e 1200 km com cada um dos carros em Jerez. Acho que estamos na direção certa em termos de durabilidade”, comenta o piloto, que andou entre os primeiros colocados no início deste mês na pista espanhola.

Mais importante que isso, Massa esteve sempre à frente de seu companheiro de equipe, o canadense Jacques Villeneuve, campeão mundial em 1997. A situação já deixou o canadense, famoso ranzinza da F-1, incomodado a ponto de reclamar publicamente do equi-pamento.
Longe de temer a concorrência de Villeneuve, o brasileiro está ainda mais motivado por correr ao lado de um campeão mundial. “Ele é quem tem o nome e a responsabilidade. Não me importa se ele é polêmico, vou fazer de tudo para andar bem e, se possível, na frente dele. É muito difícil superar um campeão mundial, mas todo mundo nota quando você consegue”, pondera Massa.

A Sauber realizou três dias de testes em Barcelona, mas Massa e Villeneuve não entraram na pista juntos. Isso só aconteceu em Jerez de la Frontera, entre 8 e 10 de fevereiro, e o brasileiro foi mais rápido nos três dias.

No dia 8, Massa foi o oitavo com 1min19s142, enquanto Villeneuve marcou o 17º tempo (1min21s065). No dia seguinte, o brasileiro ficou em terceiro, mais de um segundo à frente do canadense (1min17s395 contra 1min18s610). Massa continuou evoluindo na terceira sessão, ficando com o quinto lugar (1min17s268), quase dois segundos mais veloz que Villeneuve (1min19s022).

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196