DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Família de Roger Trindade recebe medalha por doação dos seus órgãos

Roger teve morte cerebral após ser agredido por três garotos no Winter Park. Foto: facebook.

Quase oito meses após a morte do adolescente gaúcho Roger Trindade, que era estudante da Winter Park High School e foi agredido até a morte em outubro do ano passado no Central Park em Winter Park, o brasileiro é reconhecido como um herói após três vidas terem sido salvas com a doação dos seus órgãos.

Adriana Thomé, mãe de Roger, na época com 15 anos, voltou a morar no Brasil após a tragédia. Há um mês, ela recebeu a TransLife Medal of Honor em nome do filho, em homenagem à atitude da família. “Minha opção pela doação foi pensando em como meu filho era um menino cheio de luz uma pessoa responsável com os outros, carinhoso, generoso e sempre muito feliz. Isso me fez pensar que quem recebesse um órgão do Roger estaria recebendo também tudo aquilo de melhor que meu filho tinha no coração!”, destacando ao GAZETA o orgulho que sempre teve do filho.

Medalha em homenagem à doação dos órgãos de Roger. foto: arquivo pessoal.

A família Thomé ainda não sabe quem foram os destinatários dos órgãos e somente saberá caso familiares dos receptores desejem conhecer a família do doador ou após um ano da doação.

Adriana explicou ainda que o caso da morte de Roger tem a próxima audiência marcada para o dia 7 de julho, para apresentação do caso à nova juíza que o acompanhará e quando será dada a sentença do jovem Gouda. Os outros dois acusados serão julgados em agosto e a família Trindade pretende acompanhar pessoalmente o julgamento.

“Estamos aguardando a confirmação das datas para marcarmos nossa ida. Pretendemos estar lá para ver a justiça ser feita”, declarou.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Tags: ,,

Arlaine Castro
Arlaine Castro
Arlaine Castro Mineira, formada em Comunicação Social - Jornalismo pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (UNILESTEMG). Traz em seu currículo experiências como assessora de comunicação, escritora, revisora e organizadora do livro Eta Babilônia. Atualmente é repórter do Gazeta News.
166