DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Familia de brasileiros morre em ataque no sul do Líbano

O casal de libaneses naturalizado brasileiro Akil Merhei e Ahlam Jabir e seus dois filhos nascidos no Brasil, um menino de 8 anos e uma menina de 4, morreram nesta quarta-feira(12) após um ataque aéreo realizado por militares israelense contra a Srifa, no sul do Líbano.

A crescente violência entre Israel e Líbano, iniciada após a morte de 8 militares israelenses e o seqüestro de outros 2 nesta quarta-feira (12), pelo grupo terrorista libanês Hizbollah, já deixou várias vítimas de ambos os lados: um morto e 90 feridos em Israel contra 47 mortos e 103 feridos no Líbano.

De acordo com o cônsul-geral do Brasil no Líbano, Michael Gepp, havia 10 pessoas na residência onde o casal estava com as duas crianças no momento do ataque.

Gepp disse que o casal era libanês e se naturalizou brasileiro depois de morar em São Paulo por alguns anos, onde os dois filhos nasceram. No entanto o cônsul soube informar em que período o casal viveu no Brasil, já que não há registro de sua passagem pelo país no consulado.

Segundo ele outras quatro vítimas também possuíam dupla nacionalidade, brasileira e libanesa. Os restos mortais da família não serão repatriados e devem ser enterrados no Líbano.

Segundo Gepp, o Consulado brasileiro no Líbano tem recebido muitas ligações de brasileiros preocupados com a tensão crescente na região. “Muitos se preocupam com a forma como deixarão o país, já que o aeroporto internacional de Beirute foi atacado por Israel”, diz.

No entanto, ele diz que o Consulado já toma providências para auxiliar aqueles que querem deixar o Líbano. “Se Deus quiser, não acontecerá nada a nenhum deles”, diz.

De acordo com o Itamaraty, não houve pedido de assistência consular por parte de parentes dos quatro brasileiros mortos, mas o Ministério acompanha o caso.

Outros brasileiros

No mês de março deste ano, um ataque suicida na Cisjordânia causou a morte de quatro pessoas, entre elas a brasileira Helena Halevy, 59, [ou Illana Halevy, como era chamada em Israel] e seu marido, o israelense Rafi Halevy, 63. O casal morreu na explosão do veículo em viajavam após terem oferecido carona a um terrorista palestino disfarçado de judeu ortodoxo.

Em julho de 2005, Dana Galkovitz, 22, foi morta após ser atingida por um míssil palestino Qassam [de fabricação caseira]. Ela foi enterrada no cemitério de Bror Chail, no sul de Israel.

Em agosto de 2001, o brasileiro Giora (Jorge) Ballaz, 60, e outras 14 pessoas, morreram em um atentado suicida em um restaurante de Jerusalém. A ação foi reivindicada pelo grupo terrorista Hamas.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223