DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Ex-jogador brasileiro aposta no desenvolvimento do futebol pelos EUA

Share

Sinuê Zardo traz para o país um projeto que inclui uma série de palestras e escolinhas de futebol

O ex-jogador brasileiro de futebol, Sinuê Zardo, está apostando no desenvolvimento do futebol aqui nos Estados Unidos. O ex-atleta, que teve passagm pelo Grêmio e também pelo futebol europeu, vem percorrendo alguns estados americanos ministrando palestras sobre o esporte.

A intenção de Zardo é tornar o futebol cada vez mais popular no país, disponibilizando sua vasta experiência. O jornal Gazeta News conversou com exclusividade com Zardo.

Gazeta News: Para quem ainda não conhece o Sinuê Zardo, fala um pouco sobre a sua carreira. Em quais times você atuou como profissional?
Sinuê Zardo: Eu comecei jogando futebol em 1981 e só parei em 1999, quando retomei os estudos. Me formei em educação física em 2004, e logo após fiz especialização em treinamento esportivo, em 2008.

Na minha carreira, o clube de maior expressão no qual atuei foi o Grêmio FBPA, pelo qual fui campeão Gaúcho de base e profissional, e também campeão da primeira edição da Copa do Brasil, em 1989. Depois eu tive e oportunidade de morar e atuar como atleta e treinador em oito países, entre os quais destaco a Itália e Portugal.

GN: Muitos jogadores após o fim da carreira seguem trabalhando na área do futebol. Você também seguiu esse caminho? Onde está trabalhando atualmente?
SZ: Hoje trabalho na busca do desenvolvimento da equipe de futebol e de toda estrutura vindoura, de futebol de formação e escolinhas recreativas. Paralelo ao Miami Dade FC, faço parte da comissão técnica da Barry University, que disputa a segunda divisão do futebol universitário. Tive a honra de inaugurar a equipe de soccer da FNU.

Neste momento, estamos apresentando um projeto de curso de futebol, buscando suprir as dúvidas de como se move o futebol aqui nos EUA. Estive conversando com a direção da MUST University e poderemos ter a inclusão das equipes de futebol masculino e feminino na mesma. Eu tive oportunidade de conhecer e ministrar alguns treinamentos, em Kansas City (U16 girls), Chicago (summer camp) Montana (summer camp) e Califórnia (NPSL).

Estive presente em eventos esportivos de grande porte, tais como a Copa Flórida, Copa América Centenário, Curso preparatório dos árbitros da Concacaf para as Olimpíadas do Brasil. Ainda tiveram as presenças da seleção brasileira e americana de soccer, onde conheci ícones como Juerguen Klisman, Ronaldo Nazario, Neymar, Ronaldinho Gaucho, Messi, etc. Recentemente estive acompanhando os treinos do Paris Saint German e Barcelona, na Barry University.

GN: Como você enxerga a evolução do futebol masculino nos Estados Unidos?
SZ: Na verdade, vemos um crescimento e movimentação do soccer (futebol) muito acentuados, apenas não se pode prever realmente quantos anos mais levará para adaptar a estrutura atual do esporte no país, no sentido de aproximar um pouco mais aos padrões internacionais, regidos pela FIFA. Hoje temos a MLS (Major League Soccer); logo abaixo estão representados pela NASL (North American Soccer League); e USL (United Soccer League), ainda no âmbito mais profissional, se é que se pode considerar.

E há outras três ligas amadoras, consideradas como quarta divisão, mesmo não tendo uma terceira divisão representativa, sendo elas, a PDL (Premier Development League), NPSL (National Premier Soccer League) e UPSL (United Premier Soccer League). As ligas permitem, inclusive, chegar até uma disputa de Concacaf (Confederation of North, Central American and Caribbean Association Football).

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,,

Roger Ramos
Roger Ramos
140