DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Ex-DACA é preso ao tentar segunda reentrada ilegal pela fronteira

Juan Manuel Montes Bojorquez, 23 anos, ex-beneficiário do DACA. Foto: USAToday.

O jovem mexicano Juan Manuel Montes Bojorquez, 23 anos, ex-beneficiário do DACA que havia sido deportado em fevereiro deste ano, foi preso na semana passada depois de tentar reentrar ilegalmente aos Estados Unidos pelo México pela segunda vez este ano, de acordo com o US Customs and Border Protection.

Na noite da segunda-feira, dia 6 de novembro, Bojorquez foi flagrado pelas câmeras do sistema de vigilância atravessando a fronteira a poucas milhas a leste de Calexico, Califórnia, de acordo com o CBP. Segundo a agência, o jovem correu cerca de 200 metros ao norte da fronteira, agachou por um tempo e depois se levantou e correu novamente quando os agentes se aproximaram dele.

O mexicano foi preso e levado para a prisão do Imperial County por acusações de reentrada ilegal após remoção, conforme informou o CBP. Bojorquez já tinha sido preso sob a mesma acusação em fevereiro, quando afirmou que era injusta a deportação.

“Os agentes do Border Protection sempre pararão, deterão e prendem qualquer pessoa que faça uma entrada ilegal no país, independentemente do estado de imigração ou cidadania”, disse o assistente-chefe do CBP chefe David S. Kim.

O processo de deportação anterior do mexicano aguçou as mudanças nas políticas da administração Trump para o programa de Deferred Action for Childhood Arrivals, DACA. O programa, que começou sob o ex-presidente Barack Obama em 2012, protege os imigrantes indocumentados que foram trazidos para os EUA quando criança.

Entretanto, as afirmações sobre a deportação que o jovem e advogados alegam ter sido “injusta” até agora não foram fundamentadas. Em um processo arquivado em abril, o jovem alegou que foi deportado para o México em fevereiro apesar de estar inscrito ativamente no DACA. No entanto, o Department of Homeland Security (Departamento de Segurança Interna) argumentou que o jovem perdeu sua proteção quando voluntariamente deixou os EUA em uma data anterior sem autorização adequada.

Tanto o DHS quanto o processo judicial do mexicano concordam que ele foi preso tentando voltar a entrar nos EUA em fevereiro, no dia seguinte à deportação. A alegação no processo é de que ele temia pela sua segurança após sofrer assalto na noite em que chegou ao México. Mas não há registro do incidente anterior e o CBP diz que não ocorreu.

O presidente Donald Trump defendeu o combate à imigração ilegal como pilar da sua campanha presidencial e anunciou formalmente o fim do DACA em setembro, pedindo ao Congresso uma solução legislativa até março de 2018.

Bojorquez era representado pelo National Immigration Law Center, mas abandonou o seu processo em outubro e não é mais representado pelo órgão, de acordo com documentos do tribunal federal e informado pela CNN.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,,

Gazeta News
Gazeta News
223