DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Ex-aeromoça togolesa afirma ser mãe de filho do príncipe Albert II de Mônaco

Nicole Coste, uma ex-aeromoça togolesa da Air France, afirma ser a mãe de um bebê de 20 meses que seria filho do príncipe Albert II de Mônaco. Ela deseja que o filho seja reconhecido oficialmente, para que a criança conheça suas raízes e cresça sem ser cercado de segredos.

Em entrevista à revista francesa “Paris-Match”, ilustrada com fotos de bebê em diferente etapas de seu crescimento, Nicole, de 33 anos, afirma que o príncipe monegasco assinou perante um escrivão a ata de reconhecimento de paternidade quando Alexander tinha quatro meses.

Em 15 de dezembro de 2003, Albert II de Mônaco “assinou o ato de reconhecimento”.

“Ele fez isso por respeito a mim, pedindo que não fosse transmitido à prefeitura até a morte de seu pai”, disse a ex-aeromoça, que tem dois filhos de sua relação anterior.

Nicole Coste, que estava em processo de separação quando conheceu o príncipe em um vôo de Paris a Nice, em 13 de julho de 1997, tentou conseguir uma cópia desse documento, mas o escrivão, segundo ela, sempre recusou o pedido e, inclusive, pediu que esperasse por causa da morte de Rainier III em 6 de abril.

Rainer nunca conheceu o suposto neto, mas ela e a criança visitaram a capela onde foi realizado o funeral por uma porta lateral.

“O não reconhecimento de uma criança equivale a negar suas raízes. No Togo, meu país de origem, é algo muito importante (…). Uma criança é sempre uma alegria”, disse Nicole para explicar sua decisão de revelar a existência de Alexander.

Ela disse que não quer que seu filho “cresça como Mazarine”, que durante muitos anos foi a filha secreta do falecido presidente francês François Mitterrand, e afirma que “nem um só segundo pensou que ele seja um herdeiro em potencial” do principado de Mônaco.

“Quero que Alexander cresça normalmente com um pai”, disse ela, ao explicar por que decidiu romper o silêncio.

Mônaco, por sua vez, mantém o silêncio, mas o advogado da família Grimaldi deu a entender que iniciarão atuações judiciais.

A ex-aeromoça, que disse viver com os três filhos em um apartamento de Albert II em Paris, pensa em mudar-se em breve para Mônaco, em uma casa que está sendo reformada. Ela disse que a criança foi submetido a exame de DNA pouco após seu nascimento.

Nicole Coste afirma que foi Albert II que pediu que ela tivesse o bebê assim que soube que ela estava grávida, apesar, de na época, a relação dos dois ter acabado. Posteriormente, segundo ela, o príncipe teria mudado de idéia e pedido que ela abortasse, mas Nicole se recusou.

Em meados de abril, um jornal britânico afirmou que Albert II era pai de uma menina americana de 13 anos, chamada Jazmin Grace Grimaldi, nascida de uma relação com a californiana Tamara Rotolo.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
274