DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

EUA vão financiar desarmamento na Colômbia

Acredita-se que 11 mil paramilitares teriam se desarmado até agora
O Congresso dos Estados Unidos aprovou, na quarta-feira, uma ajuda de US$ 20 milhões (quase R$ 45 milhões) para financiar o polêmico plano de desarmamento de paramilitares na Colômbia.
No entanto, os parlamentares condicionaram a liberação dos recursos a diversas exigências, entre elas a de que o Departamento de Estado americano certifique que a Colômbia colabora ativamente com a extradição de líderes paramilitares requisitada pelos Estados Unidos.

O embaixador da Colômbia em Washington, o ex-presidente Andrés Pastrana, disse que a decisão é um impulso nas relações diplomáticas entre os dois países.

Segundo analistas, no entanto, o valor é bem menor do que era esperado na Colômbia.

Prazo

O processo de desmobilização dos paramilitares de extrema direita na Colômbia atraiu até agora pouca ajuda internacional.

Muitos consideram que o plano é “brando” demais com grupos armados acusados de diversos massacres.

Nesta semana, o governo colombiano anunciou que os grupos paramilitares devem se desmobilizar até 31 de dezembro ou serão combatidos.

O anúncio foi uma resposta a um pedido dos paramilitares para que o prazo de desarmamento fosse estendido.

Estimativas indicam que cerca de 11 mil dos 20 mil paramilitares da Colômbia tenham deposto as armas até agora.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153