DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

EUA prendem casal fugitivo do Tennessee em Ohio

Um casal que fugia da Justiça após um tiroteio no qual um policial acabou morto foi preso na noite de ontem em um motel da cidade de Columbus, no Estado de Ohio.

O guarda Wayne Morgan, 56, foi morto pela enfermeira Jennifer Hyatte, 31, que atirou contra oficiais que acompanhavam seu marido George, 34, de volta a uma penitenciária no Estado do Tennessee na última terça-feira. O preso havia se apresentado à Justiça para responder sobre acusações de assalto à mão armada.

Após receber voz de prisão vinda de um efetivo de 25 policiais postados na sacada e no estacionamento do motel, o casal se entregou sem resistência. O policial federal Nikki Ralston telefonou para o quarto e, ao receber a confirmação que era Jennifer quem havia atendido à ligação, informou que o casal estava cercado por policiais federais e por membros da Swat de Columbus.

Sem aviso

George Hyatte inicialmente não acreditou com quem sua mulher falava ao telefone. “Ele disse a Jennifer que os policiais não telefonariam, que entrariam derrubando a porta”, afirmou o policial Ralston.

Uma hóspede que assistiu à ação a partir de uma janela de frente para o apartamento do casal Hyatte relatou que Jennifer saiu mancando do quarto. A polícia afirmava acreditar que a enfermeira havia sido ferida durante o tiroteio na cidade de Kingston, no Tennessee.

George Hyatte saiu em seguida com a camiseta enrolada na cabeça em direção às escadas e se ajoelhou para ser algemado. “Ele não mostraram nenhuma emoção”, afirmou a hóspede.

A informação de que o casal estava em um motel em Columbus foi dada por um motorista de táxi que teria os conduzido desde Erlanger, no Kentucky, avisando a seguir a polícia desta cidade. George e Jennifer Hyatte disseram ao taxista que estavam a caminho de uma convenção da empresa Amway. No quarto do motel foram encontrados refrigerantes, comida e armas. A polícia ainda não sabia se uma das armas encontradas, era a arma utilizada no crime.

Foi a quinta vez que George Hyatte, cuja ficha registra diversos casos de violência, fazia uma tentativa de fuga. Ele conheceu Jennifer em uma penitenciária onde ela trabalhava como enfermeira, de onde foi demitida por desviar comida para Hyatte.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153