DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

EUA: Políticos cada vez mais interessados nos latinos.

Cleveland – A polêmica questão migratória vem chamando a atenção dos latinos e de sua parte levantado um interesse particular nesse grande contingente de votantes tanto nos estados fronteiriços como no resto dos EUA.

“Os latinos são solidários”, disse Marilvn Alejanadro, ao explicar porque ela e outros porto-riquenhos seguem atentamente o debate sobre imigração meses antes das eleições legislativas e as campanhas para governador em 36 estados em que os republicanos defenderão 22 estados e os democratas 14.

Os porto-riquenhos, que são cidadãos dos EUA, querem assegurar-se de que os imigrantes ilegais latinos não sejam maltratados, disse Alejandro, que estava distribuindo informações sobre a Aids em um festival no Lago Erie de Cleveland.

“Sabemos que muitos latinos vêm para este país” acrescentou.
Os latinos apresentam um enigma demográfico para os políticos: representam o setor de maior crescimento populacional nos EUA, atualmente 14%. Por outro lado sua representação no eleitorado é apenas a metade. 40% são imigrantes ilegais que não podem votar.

Enquanto que os pequenos blocos de votantes podem fazer a diferença entre a vitória ou a derrota em um eleitorado notavelmente dividido, os políticos prestam cada vez mais atenção nesse grupo seja em Ohio, Pensilvânia ou outros estados.

Em Ohio, um estado vital nas eleições presidenciais de 2004, os democratas esperam que os escândalos no governo estadual republicano ajudem a colocar fim aos 16 anos de controle dos rivais.

“Tem muitos indocumentados com filhos cidadãos. Não estamos buscando trabalhar apenas para esta geração, mas também para as próximas”, disse John Pérez, mexicano com cidadania norte-americana encarregado do contato com os latinos para a campanha do republicano Kenneth Blackwell para o governo de Ohio.

A comunicação com os latinos que são cidadãos e que se registraram para votar não é difícil porque se pode acessá-los através dos meios de comunicação em espanhol, festivais e comércio, disse Pérez.

O adversário de Blackwell, o democrata Ted Strickland, também vem recorrendo a festivais realizados pelos latinos e começa a preparar versões em espanhol para os panfletos de sua campanha, disse Isaac Baker, responsável pela campanha de Ted.

Já Pérez, advogado e candidato democrata não relacionado com John Pérez, disse que vem notando o aumento dos interesses políticos na comunidade latina a medida que esta se interessa na questão imigratórias e outros assuntos.

“Ser ilegal é levar uma vida muito difícil”, avalia Pérez. Os latinos ilegais esperam que o maior empenho político melhore sua situação, em particular o acesso legal aos empregos.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222