DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Estréia de Falabella como diretor reúne público de 400 pessoas

A maratona para assistir aos mais de 30 longas e cinco curtas-metragens que estão na mostra competitiva do 11º Festival de Cinema Brasileiro de Miami começou neste fim de semana com o Colony Theatre lotado. Americanos, brasileiros residentes em Miami, latinos e turistas compareceram em peso para conferir e votar nos melhores deste ano. Mais de 350 pessoas por sessão assistiram à exibição dos longas Caixa doi$, de Bruno Barreto, Pro dia nascer feliz, de João Jardim, O passageiro, segredos de adulto, de Flávio Tambellini, 1972, de José Emílio Rondeau, Polaróides urbanas, de Miguel Falabella, e dos curtas Sketches, de Fabiano de Souza e Galinha ao molho pardo, de Feliciano Coelho.

A estréia de Falabella como diretor no segundo dia da mostra não poderia ter sido mais especial, com ingressos esgotados e uma fila enorme do lado de fora do cinema. Miguel subiu ao palco para apresentar seu trabalho junto com a atriz Arlete Salles e a produtora Paula Barreto. Arlete estava visivelmente emocionada. “Pela primeira vez em minha carreira estou participando de um festival de cinema. Amo o Miguel de paixão e com certeza fazer esse filme representou a celebração da nossa amizade”, revelou. Polaróides urbanas é baseado na peça de Miguel Falabella, de 1995, Como encher um biquini selvagem, e trata da busca cotidiana das pessoas pela felicidade. “Demorei cinco anos para fazer este filme, aí chegou uma hora que desisti, era tudo muito difícil. Mas por sorte do destino encontrei a Lucy Barreto e apresentei meu roteiro para ela. Em dois dias ela me ligou avisando que iria fazer”, explicou.

Entre os convidados que estiveram presentes nos primeiros dias do festival estão Ney Latorraca (homenageado de 2007), José Wilker (Viva Sapato!), Luana Carvalho (O Passageiro – Segredos de adulto), Feliciano Coelho (Galinha ao molho pardo), Bianca Costa (Pro dia nascer feliz), Gustavo Spolidoro (Sketches), José Emílio Rondeau (1972), Clélia Bessa (Cartola), Renato Martins (Alô Tocayo) e Malu de Martinho (market place).

O Festival de Cinema Brasileiro de Miami segue nesta segunda com as exibições dos longas Fica comigo esta noite, de João Falcão, e Cartola, de Lírio Ferreira e Hilton Lacerda, e dos curtas No princípio era o verbo, de Virgínia Jorge, e Badala das duas mocinhas de Botafogo, de João Caetano Feyer. Na mostra pararela digital, na Cinematheque de Miami Beach, será exibido Janela da alma, de João Jardim e Walter Carvalho. No sábado, os vencedores serão anunciados em uma cerimônia de premiação, seguida da exibição de A grande família, de Maurício Farias.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153