DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Especialistas sugerem medidas para evitar bebês prematuros.

Mais de meio milhão de bebês nascem anualmente de forma prematura nos Estados Unidos, e os especialistas estão recomendando aos médicos que adotem novas medidas para lutar contra pelo menos uma das razões: tratamentos de infertilidade que causam múltiplos nascimentos.

Mas os tratamentos contra a infertilidade explicam somente uma fração da grande quantidade de nascimentos prematuros. Um em cada oito bebês nasce, pelo menos, três semanas antes do período normal, muitos inclusive antes disso. E essa taxa tem aumentado mais de 30% em duas décadas.

As tentativas de ajudar essas crianças a sobreviver e prosperar têm custado ao país aproximadamente $26 milhões por ano, informou o Instituto de Medicina dos Estados Unidos.

Ao que tudo indica, no entanto, tais taxas não poderão ser reduzidas em um futuro próximo, pois os médicos ignoram as causas da maioria dos nascimentos prematuros, e como evitá-los, observa o relatório, que propõe a realização de pesquisas adicionais.

– Não temos um bom conhecimento sobre os nascimentos prematuros – diz a médica Marie Mc Cormick, da Universidade de Harvard, que participou da elaboração do relatório.

Mc Cormick afirma que as mulhres devem saber que “se dão a luz antes do tempo, no é porque fizeram algo errado”. Todo bebê nascido antes das 37 semanas de gravidez é considerado prematuro. Mas aqueles que nascem apenas 32 semanas depois da concepção enfrentam problemas mais graves.

Em torno de um quinto dos bebês prematuros não sobrevive mais do que um ano. E outros são afetados por paralisia cerebral, retardamento, asma e outros problemas.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223