DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Espanha pede prisão de soldados americanos

Um juiz da Suprema Corte espanhola, Santiago Pedraz, pediu nesta quarta-feira a prisão de três militares americanos em conexão com a morte de um cinegrafista espanhol no bombardeio a um hotel em Bagdá, a capital iraquiana.
O incidente aconteceu em abril de 2003, quando o cinegrafista e outros jornalistas estavam hospedados no Hotel Palestine, durante a guerra no Iraque.

O cinegrafista José Couso, do canal espanhol Telecinco, foi morto quando tanques americanos abriram fogo contra o hotel.

Um cinegrafista da agência de notícias Reuters também morreu na ocasião, e três pessoas ficaram feridas.

O juiz Pedraz acusa as autoridades americanas de não cooperarem com as investigações e afirmou que a ordem de prisão internacional é a única maneira de garantir a presença dos suspeitos.

As autoridades americanas alegam que os militares, o sargento Shawn Gibson, o capitão Philip Wolford e o Coronel Philip de Camp, acreditavam estar sob ataque quando abriram fogo contra o hotel.

Segundo a agência de notícias Associated Press, depois do incidente, o então secretário de Estado americano, Colin Powell, disse que um relatório produzido nos Estados Unidos sobre o caso mostrou que o ataque foi justificado.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152