DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Entenda como funcionam os planos de investimento para faculdade

Share

Um dos maiores problemas na economia norte-americana são os empréstimos estudantis. Um número cada vez maior de jovens recém-formados sai das faculdades com um diploma em uma mão e uma dívida descomunal em outra. Por este motivo estamos falando sobre planos de investimento para faculdades.

Na semana passada expliquei sobre as contas de custódia UGMA/UTMA e, como prometi, vamos continuar falando um pouco sobre outras opções disponíveis. Esta semana vamos entender um pouco sobre o plano 529. Trata-se de um plano de investimento no qual os fundos só podem ser utilizados para despesas qualificadas relacionadas à educação (graduação ou pós-graduação).

Os regulamentos federais determinam o que constitui uma despesa qualificada.

Você pode iniciar um plano a qualquer momento, para um estudante de qualquer idade. E você também pode escolher quanto vai querer contribuir regularmente. Mas cada estado tem suas próprias regras e alguns estabelecem um mínimo para esta contribuição.

É muito importante salientar que, como com qualquer investimento, o dinheiro está em risco e sujeito ao desempenho do mercado financeiro. Quem não se lembra da crise financeira de 2008? Uma crise financeira deste porte, onde o mercado de ações da época caiu em média mais de 50%, qualquer dinheiro investido no plano estaria também exposto à mesma perda. Há também taxas administrativas que tiram um pouco dos ganhos líquidos.

A grande vantagem deste planoé que o investimento vai crescer livre e protegido dos impostos, podendo ser retirado com isenção de impostos para pagar por educação qualificada.

É importante também destacar que não há garantias de montantes cobertos e você só pode contar com o valor atual da conta (o que você está colocando mais / menos os ganhos / perdas de investimentos), e este valor pode não ser suficiente para cobrir todas as despesas. Além disso, algumas despesas, como transporte, por exemplo, não são consideradas como “qualificadas”.

Se o estudante for para uma faculdade fora do estado

Não há ligação entre o estado em que o plano está estabelecido e o estado onde os estudantes irão cursar a faculdade. Muitas pessoas escolhem um plano em um estado diferente de onde vivem simplesmente porque eles preferem as opções de investimento oferecidas nesse Estado, ou porque o desempenho do plano de determinado estado é melhor do que em outro. No entanto,às vezes são oferecidas vantagens fiscais adicionais para você fazer o plano no seu estado de residência. Mas, em resumo, você pode usar os fundos investidos para pagar despesas em qualquer estado e até mesmo em outro país.

Se o estudante receber uma “bolsa”

Os fundos do plano podem ser usados para outras despesas qualificadas como alojamento, alimentação, livros e equipamentos essenciais tais comocomputadores, por exemplo.

Os fundos também podem ser sacados ao final do plano, mas estarão sujeitos à cobrança de imposto de renda sobre os ganhos (não sobre as contribuições).

Se o aluno decidir não ir para a faculdade

Nesse caso os fundos retirados podem ficar sujeitos a uma penalidade do IRS sobre o montante total mais o rendimento ganho.

Vale lembrar que o plano também pode ser transferido para outra criança/aluno elegível.

Se você tem mais dúvidas sobre este tipo de plano, procure um profissional qualificado.

Semana que vem tem mais: Quais são as outras opções disponíveis quando se trata de economizar dinheiro para a futura faculdade de nossos filhos?

Uma ótima semana a todos.

Leia também: Contasde Custódia

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,,,

Claudia Fehribach
Claudia Fehribach
Carioca, formada em Artes pela Universidade do Rio de Janeiro. Conselheira financeira especialista em orçamento, aconselhamento de crédito pessoal e hipotecas reversas. Atua na empresa DebtHelper.com. Envie sua dúvida por email.
487