DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Enchentes matam mais de 400 na Índia

Pelo menos 418 pessoas morreram nas enchentes provocadas pelas chuvas de monções que estão atingindo a Índia nesta semana, autoridades do país revelaram nesta quinta-feira.
Mais da metade dos mortos está concentrada na cidade de Mumbai, onde todos os vôos e operações nos mercados financeiros foram suspensas enquanto a Marinha do país ajuda nas operações de resgate.

Meteorologistas afirmam que as chuvas, comuns nesta época do ano, podem continuar por mais dois dias.

Segundo autoridades a chuva registrada na terça-feira foi a mais pesada já registrada na Índia. Na quarta-feira, as autoridades afirmavam que as chuvas tinham causado 200 mortes.

Lama

Um membro de uma equipe de ajuda às vítimas, que foi ouvido pela agência de notícias Reuters, disse que o número de mortos por causa das chuvas – que começaram no domingo – pode aumentar ainda mais.

Em um vilarejo ao sul de Mumbai as equipes estão trabalhando para recuperar os corpos de cerca de cem pessoas que foram soterradas pela lama.

As pessoas que morreram no vilarejo foram esmagadas por paredes que desabaram, ficaram presas em carros ou foram eletrocutadas.

RV Sharma, diretor do Departamento de Meteorologia de Mumbai, disse à agência de notícias Associated Press que, em um ano, a maior parte da Índia não recebeu a mesma quantidade de chuva registrada na região de Mumbai nos últimos dias.

“Esta é a maior quantidade de chuva registrada em toda a história”, disse o meteorologista.

Fora de Mumbai, as áreas mais atingidas são os distritos de Ratnagiri e Raigad. Mas, segundo autoridades, o índice de pluviosidade registrado apenas em Mumbai foi de mais de 660 milímetros.

Pistas de aeroportos estão inundadas e muitos controladores de vôo e funcionários de aeroportos não conseguiram comparecer ao trabalho.

A Marinha foi chamada para ajudar cerca de 150 mil pessoas que ficaram presas em escritórios, estradas, aeroportos e estações de trem em Mumbai desde a tarde de terça-feira.

Calor

Nos Estados Unidos, pelo menos 37 pessoas morreram em uma onda de calor que está se espalhando no leste do país.

Alertas de calor foram declarados em nove estados do leste em cidades como Filadelfia, Washington e Baltimore. O estado mais atingido foi o Arizona, com 28 mortes pelo calor registradas, a maioria de sem-teto.

As temperaturas chegaram a 38º C, atingindo recordes nas cidades de Florence, Carolina do Sul, e Raleigh Durham, na Carolina do Norte, na terça-feira.

O uso de energia elétrica na cidade de Nova York atingiu novos recordes de 12,551 megawatts. O prefeito Michael Bloomberg anunciou a abertura de “centros de resfriamento” públicos, com ar condicionado.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
274