DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Em decadência, Santos empata com o Goiás

O jogo era entre Santos e Goiás, mas quem ganhou foi o Corinthians, líder absoluto do Campeonato Brasileiro, com 63 pontos. Com o empate de 1 a 1 na Vila Belmiro, o time do Parque São Jorge, que também empatou neste domingo, com o Palmeiras, manteve seis pontos de vantagem para o segundo colocado, o Goiás, e, de quebra, viu se consolidar o fim do sonho santista de chegar ao título. A equipe da Baixada tem 49 pontos.

Depois de um começo de jogo movimentado, com os gols de Jorge Mutt (Goiás) e Luciano Henrique (Santos) saindo no primeiro tempo, a segunda etapa só não foi sofrível por causa do bom desempenho dos goleiros. Pela atuação do santista Saulo principalmente, que se redimiu da falha no primeiro gol da partida com três ótimas defesas. Do outro lado, em um dos melhores lances do confronto, Harlei salvou os goianos após cabeceio de Geílson.

O Santos tem no papel um belo time. Tem, por exemplo, dois laterais de peso como Paulo César e Kléber. Porém, se os dois mal pegam na bola e quase nunca apóiam o ataque, do que adianta? O time ainda conta com dois meias que metem medo nos adversários, Giovanni e Ricardinho, mas se o primeiro tem de jogar sozinho porque o segundo desaparece em campo, qual a vantagem?

Certo também é que a equipe da Baixada tem sérios problemas na zaga e dificuldades para achar um atacante. Cláudio Pitbull começou o jogo entre os titulares, porém parecia acima do peso, lento. Deu lugar a Geílson, mas este além de velocidade tinha pouco a mostrar.

O Goiás chegou à vice-liderança não por seus talentos individuais, mas sim pelo conjunto, só que ontem nem isso foi visto na Vila Belmiro. A equipe abriu o placar por causa da falha do goleiro. Saulo não conseguiu segurar chute do atacante Dodô, aos 9 minutos, Jorge Mutt pegou o rebote e marcou.

Em partida aberta, o Goiás criou mais chances, meio atabalhoadamente, mas criou. O Santos, que empatou aos 22 após finalização de Luciano Henrique, atacou menos e não tem motivo para reclamar do empate.

No mesmo estádio onde três dias antes havia ocorrido a confusão no clássico Santos e Corinthians (2 x 3), se faltou futebol, pelo menos há de se agradecer por não terem sido registrados novos casos de violência.

Sexta-feira, pela 33.ª rodada, o Goiás enfrenta o Brasiliense, no Distrito Federal, enquanto o Santos disputa o clássico com o São Paulo, domingo.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152