DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Duelo Alonso x Schumacher empolga a F1

A bela disputa pela vitória entre Fernando Alonso e Michael Schumacher no GP de San Marino, domingo, em Ímola, ainda provoca comentários, elogios e até algumas comparações no mundo da Fórmula 1. A sensação geral é que os bons tempos estão de volta e a emoção, enfim, retornou para a categoria.

Na corrida de domingo, Schumacher tentou de todas as formas, nas últimas voltas, ultrapassar Alonso para vencer pela primeira vez na temporada. Mas não conseguiu. Terminou em segundo lugar e viu o líder o campeonato ficar novamente no alto do pódio – foi a quarta vez que o piloto da Renault ganhou uma prova, a terceira só em 2005.

Com isso, Alonso soma 36 pontos, dos 40 possíveis até agora este ano, e Schumacher está com 10. Apesar da diferença, os dois despontam como os rivais pelo título da temporada.

O italiano Flavio Briatore, que é diretor-geral da Renault, foi um dos que vibrou com o que viu em Ímola. “Foi um duelo de supercampeões, como na época de Senna e Prost. O resultado é maravilhoso, não só para Alonso e nós, mas para o esporte”, avaliou.

Para o diretor de engenharia da Renault, Pat Symonds, que já trabalhou com Schumacher na época da Benetton, não há dúvida: “Alonso pilotou como um campeão do mundo. Foi fantástico ver dois pilotos da competência de Alonso e Schumacher lutarem pelo primeiro lugar até a última curva.”

O diretor-técnico da Ferrari, Ross Brawn, reconheceu que Schumacher terá trabalho para buscar o seu 8º título da Fórmula 1. “Alonso é, provavelmente, o maior adversário que Michael enfrentou. Será o concorrente mais difícil de superarmos este ano.”

Sem euforia – A liderança e as 3 vitórias seguidas de Alonso aumentaram a expectativa para a próxima etapa do campeonato, o GP da Espanha, que acontece no dia 8 de maio, em Barcelona. Tanto que, os 110 mil ingressos colocados à venda já estão esgotados há algum tempo.

Mas Alonso evita entrar na euforia do torcedor espanhol e recomenda prudência na prova do dia 8. “Será mais difícil darmos seqüência às nossas vitórias. A Ferrari está se tornando muito competitiva e Kimi Raikkonen (McLaren) era igualmente veloz demais antes de abandonar o GP de San Marino”, avisou o piloto. “A cada dia nossas chances de ganharmos a corrida de casa, em Barcelona, estão ficando menores.”

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196