DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Detento é crucificado durante protesto em prisão no Equador

Detentos de prisões equatorianas radicalizaram na quinta-feira os protestos que vinham fazendo desde o começo na semana por mudanças no sistema penal do país.
Pelo menos um dos detentos foi crucificado – aparentemente por vontade própria – e vários praticaram atos de automutilação a fim de chamar a atenção para o problema.

Muitos também estão promovendo uma greve de fome, e duas mulheres costuraram suas bocas na ala feminina da prisão Litoral, em Guayaquil, para demonstrar apoio ao protesto.

Centenas de presidiários têm protestado desde segunda-feira em 34 prisões equatorianas.

Eles querem ter acesso a eletricidade e água corrente e direito à redução de suas penas por bom comportamento, algo que foi extinto em 2001.

Sem sentença

Imagens de um homem sendo pregado em uma cruz por seus companheiros de cadeia foram mostradas pelas redes de TV equatorianas.

Seu rosto ficou distorcido pela dor durante os vários minutos em que ficou crucificado.

Após ter sido retirado da cruz por outros detentos, o prisioneiro foi atendido por um médico.

Na prisão de Guayaquil, além das mulheres que costuraram suas bocas, várias outras fizeram cortes em si mesmas, usando o sangue que escorreu das feridas para escrever mensagens em defesa de uma reforma no sistema carcerário.

Outras duas mulheres foram enterradas até o pescoço no pátio do presídio, segundo a agência de notícias Associated Press.

As autoridades carcerárias suspenderam as visitas aos prisioneiros enquanto durarem os protestos.

As 34 prisões equatorianas abrigam cerca de 11 mil presos – 60% dos quais ainda não foram sentenciados pela Justiça, de acordo com estimativas.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196