DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Depressão pós-parto de pai afeta filho, diz pesquisa

Meninos são mais afetados do que meninas pela depressão dos pais
Uma pesquisa das universidades de Bristol e Oxford mostrou que a depressão pós-parto em pais pode ter efeitos negativos de longo prazo no comportamento e no desenvolvimento emocional de seus filhos.
Os pesquisadores constataram que oito semanas depois do parto, 3,6% dos 8.430 pais estudados aparentavam sofrer de depressão, com sintomas como ansiedade, mudanças de humor, irritabilidade e sensação de falta de esperança.

O estudo, publicado no jornal especializado Lancet, mostrou que bebês cujos pais ficaram deprimidos tinham duas vezes mais problemas emocionais e de comportamento na pré-escola.

“Nós já sabíamos que depressão pós-natal em mães pode afetar a qualidade dos cuidados que os bebês recebem e está associada a distúrbios no desenvolvimento social, psicológico e físico”, disse o psiquiatra Paul Ramchandani, da universidade de Oxford.

Desordens

“Um número significativo de homens queixa-se de depressão em seguida ao nascimento de seus filhos, mas até agora a influência da depressão paterna nos primeiros anos da vida de uma criança tinha recebido pouca atenção”, afirmou.

Ramchandani disse que há pesquisas mostrando que adolescentes filhos de pais deprimidos apresentam taxas mais altas de desordens psiquiátricas.

Os pesquisadores estudaram crianças de 3,5 anos, procurando por problemas como preocupação, tristeza e hiperatividade.

Eles encontraram mais problemas em meninos cujos pais tiveram depressão. As meninas foram menos afetadas.

“Pode ser que meninos sejam especialmente sensíveis por causa do envolvimento diferente entre pais e filhos”, disse.

Ele disse que é importante que trabalhadores da área de saúde fiquem atentos para sinais de depressão em pais e ofereçam tratamento quando necessário.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196