DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

CPI dos Sanguessugas pede ao Supremo quebra de sigilos nas investigações.

O presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Sanguessugas, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), pediu nesta quarta-feira (12) à presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, a quebra dos sigilos dos processos de investigação dos parlamentares acusados de suposto envolvimento na compra de ambulâncias a preços superfaturados, a chamada “máfia das ambulâncias”.

Segundo Biscaia, a ministra pediu um tempo para analisar a solicitação e prometeu conversar com o relator do processo, ministro Gilmar Mendes, que está fora da cidade e deverá voltar no sábado.

Biscaia argumentou que há muita especulação em torno do conteúdo das informações e principalmente em relação aos nomes dos parlamentares envolvidos nas denúncias. A comissão é composta de 34 deputados e senadores e, segundo o parlamentar, é praticamente impossível manter o sigilo.

Em relação à liberação de Luiz Antonio Vedoim, filho do dono da Planam, Darci Vedoim, que estava preso em Cuiabá, a assessoria de Biscaia informou que resulta de acordo por causa da delação premiada que foi concedida por ele estar colaborando com as investigações.

O deputado Fernando Gabeira (PV-RJ), que é membro da CPMI, considerou “prudente” a decisão da Justiça de liberar Vedoim. “Ele prestou um depoimento de nove dias, dando todas as informações. Além disso, ele não é uma pessoa que oferece perigo. Acho que o juiz considerou isso”, disse.

Luiz Antonio Vedoim se comprometeu, ainda segundo a assessoria de Biscaia, a comparecer à CPMI para depor no dia 25. Ele deverá ser o último depoente da Comissão.

Agência Brasil

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223