DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Coréia do Sul 2X1 Togo

A Coréia do Sul, semifinalista da última Copa do Mundo, não mostrou um bom futebol, mas venceu Togo de virada por 2 x 1 em sua estréia no Mundial da Alemanha, nesta terça-feira, em Frankfurt.

Errando muitos passes, a equipe sofreu para passar por um estreante em Copas, que também fez poucas boas jogadas durante os 90 minutos.

A partida foi disputada com o teto retrátil do estádio fechado para evitar as sombras que prejudicaram a transmissão da televisão no jogo entre Inglaterra e Paraguai. Mesmo assim, alguns raios de sol apareceram no gramado.

Antes da partida, a organização da Copa passou por uma gafe. Na hora de tocar o Hino Nacional de Togo, ecoou no estádio o Hino sul-coreano, que já havia tocado anteriormente.

A Fifa consertou o erro em seguida, depois que os torcedores da Coréia do Sul já haviam feito a festa ao ver seu Hino sendo tocado duas vezes.

A partida começou em ritmo sonolento. Errando muitos passes e perdendo muitas bolas, as equipes não conseguiram armar um ataque até os 11 minutos da etapa inicial, quando o togolês Mohamed Kader Coubadja chutou com perigo.

A Coréia tentava chegar através de lançamentos, mas a precisão da equipe nesse fundamento estava muito abaixo das expectativas para a quarta colocada do último Mundial.

Na primeira chance de gol da partida, Togo aproveitou um vacilo da defesa adversária para abrir o placar. Kader Coubadja entrou no meio da zaga sul-coreana após lançamento, ajeitou na coxa e chutou cruzado para fazer um bonito gol, o primeiro da história de Togo em Copas.

A Coréia passou a atacar mais após ficar atrás no marcador e deu seu melhor chute a gol no primeiro tempo com Cho Jae-Jin, aos 38 minutos. A bola passou por cima do gol.

Mas quem ameaçou marcar foi Togo. Yao Senaya cobrou falta aos 42 minutos e obrigou o goleiro Lee Woon-Jae a fazer grande defesa na última boa chance da primeira etapa.

Tentando melhorar a equipe, o técnico holandês Dick Advocaat colocou em campo no segundo tempo o atacante Ahn Jung-hwan, herói da classificação para as quartas-de-final na Copa de 2002, com um gol de ouro contra a Itália.

Entretanto, foi novamente de Togo o primeiro ataque perigoso. Kader Coubadja avançou pela direita e chutou forte aos três minutos, forçando o goleiro Woon-Jae a espalmar.

Mas a partida mudou aos oito minutos da etapa final. Jean-Paul Abalo fez falta em Park Ji-sung e foi expulso. Na cobrança, Lee Chun-Soo bateu e empatou.

Provando que o jogo melhorou um pouco na etapa complementar, Moustapha Salifou quase desempatou para Togo no minuto seguinte em rebote na entrada da grande área.

Mas a Coréia do Sul aproveitou a vantagem numérica e virou aos 27 minutos. Ahn Jung-hwan acertou um belo chute de fora da área e marcou um golaço.

Três minutos depois, ele quase marcou novamente. Após boa tabela, o atacante chutou para ótima defesa de Agassa.

Depois, os sul-coreanos tocaram a bola para segurar a vitória que garante os três primeiros pontos da equipe pelo Grupo G, que ainda tem França e Suíça.

Coréia do Sul: 1-Lee Woon-Jae (c); 12-Young-Pyo Lee, 4-Choi Jin-Cheul, 2-Kim Young-Chul, 6-Kim Jin-Kyu (9-Ahn Jung-hwan); 22-Song Chong-Gug, 13-Lee Eul-Yong (Kim Nam-il), 7-Ji-Sung Park, 17-Lee Ho; 19-Cho Jae-Jin (18-Kim Sang-shik), 14-Lee Chun-Soo.

Togo: 16-Kossi Agassa; 19-Ludovic Assemoassa (13-Richmond Forson), 2-Dare Nibombe, 3-Jean-Paul Abalo (c), 5-Komi Tchangai; 10-Cherif Toure-Maman, 7-Moustapha Salifou (6-Yao Aziawanou), 15-Alaixys Romao; 17-Mohamed Kader, 4-Emmanuel Adebayor, 18-Yao Senaya Junior (23-Assimiou Toure).

Árbitro: Graham Poll (Inglaterra)

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222