DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Continental é processada por autorizar saída de criança do País

Um cidadão americano processou nesta segunda-feira a companhia aérea Continental por negligência. A acusação é de que a companhia teria autorizado sua esposa, de quem estava se divorciando, a tirar a filha do casal dos EUA, em março do ano passado.

Segundo o autor do processo, Didier Curve, a empresa teria violado uma lei ao consentir a viagem sem antes perguntar à então esposa, Aline Rivas-Vera, se havia permissão do pai para que a filha de dois anos fosse com ela para o México. Curve deu entrada na ação em um tribunal federal de Boston. A mãe da criança enfrenta acusações de seqüestro nos Estados Unidos.

“A companhia aérea teve a oportunidade de evitar este crime tão terrível, mas não fez nada a respeito”, afirmou Curve, em comunicado. “Não protegeram minha filha”, acrescentou.

A ex-esposa de Curve viajou em março de 2006 junto com sua filha de Kansas City ao México, e não retornou aos EUA, segundo fontes judiciais.

O casal se casou em novembro de 2003, e se separou em janeiro de 2006.

Curve, que assegura não ter voltado a ver sua ex-esposa, nem a sua filha, ganhou a custódia da criança em abril de 2006, e recebeu o divórcio em 3 de julho.

Julie King, porta-voz da companhia Continental, afirmou não ter sido informada sobre a ação, e se negou a comentar o caso.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
156