DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Consulado Geral em Miami enfrenta sobrecarga

Reportagem especial

Por Silvana dos Santos

Se você está precisando renovar o passaporte, fazer uma procuração ou checar alguma informação que dependa do Consulado Brasileiro Geral em Miami, saiba que é completamente possível e seu direito, mas há de se ter paciência.
Desde o mês de março, o Consulado está enfrentando uma fase de pico no que tange o número de pessoas atendidas. Em média, o escritório tem oferecido atendimento a 450 pessoas por dia, as quais requesitam documentos como passaportes, reconhecimento de firma, procurações e vistos.
No que se refere à passaportes, por e-xemplo, o trabalho triplicou de março para abril. No primeiro mês, foram emitidos 711 documentos, enquanto que no mês seguinte, o número saltou para 2.525.
Segundo o Embaixador do Brasil em Miami, João Almino, o aumento registrado se deve à diversos fatores, como a proximidade das férias de verão nos Estados Unidos. Porém, o mais relevante deles foi o fechamento dos Consulados de Atlanta e Porto Rico, que direcionou toda essa jurisdição à Miami, que, hoje, atende Flórida, Georgia, Alabama, Tennesse, Mississipi, Carolina do Sul, Carolina do Norte e Porto Rico, além das Bahamas.
Com este volume de trabalho, a área consular de atendimento ao público ficou sobrecarregada, e passou por algumas situações desagradáveis com alguns requerentes que entrarem em contato com o Jornal Gazeta News para registrar suas reclamações. A fim de informar à comunidade brasileira e esclarecer os possíveis mal-entendidos, o jornal procurou conhecer um pouco mais sobre o funcionamento do Consulado e descobrir qual o melhor caminho para ser atendido com agilidade e sem dores de cabeça.

O Consulado

Esse órgão do governo brasileiro é, na verdade, uma soma de várias agências do país que cuidam de serviços que abrangem passaportes, atos notoriais, CPF, Imposto de Renda, Justiça Eleitoral e Serviço Militar. Por outro lado, oferece também serviços aos estrangeiros, que são responsáveis por vistos e reconhecimento de firma.
“Na área de assistência consular, ofere-cemos assistência a brasileiros no que tange áreas de corte, translados, alegações de maus tratos, etc”, detalha João Almino.
Já no que se refere à maior parte do atendimento ao público, trabalham 18 funcionários que recebem cerca de 450 pessoas por dia. Segundo informações do Consulado, todos são concursados, treinados e especia-lizados nas áreas em que atuam.
Para dar conta do aumento da demanda de pedidos, houve a necessidade de deslocar funcionários de seus setores para que pudessem atender as solitações de documentos e informações. E outras medidas foram tomadas a fim de que o excesso de trabalho não atrase o andamento das documentações:
– na entrada da sala de atendimento, há informações fixadas nas paredes e um funcionário que foi deslocado de seu setor para recepcionar o público e solucionar as primeiras dúvidas;
– todo o atendimento é realizado pelo sitema de senha, a qual cada pessoa adquire na recepção;
– para monitorar o andamento dos atendimentos, há câmeras por todo o Consulado.
“Como se vê, estamos trabalhando para resolver os atrasos e promover o melhor atendimento possível aos brasileiros”, explica o Cônsul.
Mas enquanto o atendimento não se normaliza, o Embaixador aconselha: “Ao meu ver, a frustração do público pode ser resolvida também se todos tiverem um planejamento pessoal e obtiverem informações através da internet ou pelo telefone do consulado, antes que venham solicitar seus documentos”.

Entrevista com o Embaixador
Acompanhe a entrevista com o Embaixador do Brasil em Miami, João Almino, que procurou esclarecer outras dúvidas referentes ao atendimento.

Gazeta News: Você considera que os prazos dados para entrega de documentos são muito longos?
João Almino: Mesmo tendo passado por um período sobrecarregado, o Consulado de Miami ainda é o mais rápido do que outros. Mesmo assim, procuramos sempre trabalhar para melhorar cada vez mais.
GN: É possível aumentar o quadro de funcionários para agilizar o atendimento?
JA: Isso depende do Itamaraty, que precisa abrir um concurso para a inclusão de novos funcionários. Acreditamos que este é um momento de pico na área de atendimento e que se prolongará somente até o mês de julho, período de férias.
GN: Então o Consulado está traba-lhando para normalizar o serviço?
JA: Sim. Por isso, gostaria de pedir que tivessem paciência, pois todos que procuram o órgão serão atendidos. Antes de se dirigirem ao Consulado, também, é importante utilizar os dados oferecidos na internet e pelo telefone. Notamos que várias pessoas acabam se deslocando de longe para pedir informações que podem ser obtidas sem sair de casa.
GN: Como o público ava-liar o atendimento ofe-
recido?
JA: Disponibilizamos na sede fichas para que as pessoas possam fazer sugestões, elogios e reclamações. Esse tem sido um método muito bom para que possamos melhorar e agilizar cada vez mais o trabalho dentro do Consulado. Por isso, espero que o público não hesite em participar deixando registrada sua opinião.

Linha-direta com o Consulado
Na internet: www.brazilmiami.org
Informações gerais: (305) 285-6200.
Fax: (305) 285-6259.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196