DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Conheça os detalhes do novo projeto de imigração

A Câmara de Representantes dos Estados Unidos apresentou na quinta-feira (22) um projeto de reforma das leis migratórias, que inclui medidas para reforçar a segurança na fronteira, penas maiores para os infratores e um plano de trabalho temporário.

O projeto “Strive” , é conhecido como “lei 2007 de segurança através da imigração regularizada e uma economia vibrante”, tem muitos tópicos referentes a questões como a legalização de trabalhadores sem documentos e o reforço da segurança na fronteira. Ele foi apresentado como uma resposta humanitária ao fraco controle das fronteiras e à presença de cerca de 12 milhões de imigrantes ilegais nos EUA.

Conscientes da aversão à palavra “anistia” dentro e fora do Congresso, os principais promotores da medida, o democrata Luis Gutiérrez e o republicano Jeff Flake, enfatizaram em entrevista coletiva que se trata de uma medida “viável e justa” para tirar da sombra a população clandestina.

O projeto de lei foi apresentado em um momento em que diversas regiões do país põem em andamento suas próprias medidas para fazer frente aos imigrantes ilegais. As autoridades federais realizam batidas em fábricas, lugares de construção e companhias de serviços na busca por esses imigrantes, além de multar quem os contrata.

PRINCIPAIS PONTOS DO PROJETO:

1 – Aulas de Educação Moral e Cívica e inglês serão obrigatórias para legalização.
2 – Terá que ser paga taxa de $3 mil para o trâmite de residência permanente.
3 – Pessoas interessadas em vir para os EUA poderão se estabelecer no país com suas famílas por três anos, com possibilidade de extensão por mais três.
4 – Nas regiões em que houver mais de 9% de desemprego, novos imigrantes não poderão ser contrados para trabalho.
5 – Serão criados 400 mil vistos anuais de trabalho para imigrantes.
6 – Quem não conseguir emprego em prazo de 60 dias, perderá o direito ao visto e terá que deixar o país.
7 – Os imigrantes que já estão no País, e suas famílias, poderão receber visto válido por seis anos, com possibilidade de residência permanente e greencard.
8 – Será aumentado o número de policiais nas fronteiras e portos de entrada.
9 –Será ampliada em 20 mil a capacidade dos centros de detenção de estrangeiros.
10 – A intenção é votar o projeto antes de 3 de agosto, quando começa o recesso legislativo.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153