DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Congresso rejeita impeachment contra presidente das Filipinas

O Congresso filipino rejeitou nesta terça-feira o pedido de impeachment contra a presidente Gloria Macapagal Arroyo, acusada de corrupção e fraude eleitoral. Apenas 51 deputados votaram a favor do impeachment, contra 158 votos contra e quatro abstenções.

Era preciso um mínimo de 79 votos para levar o processo de impeachment ao Senado. A oposição acusa a presidente de subornar os parlamentares, e vai entrar com um pedido na Suprema Corte, solicitando que o órgão investigue como membros do Congresso encaminharam o processo.

Milhares de pessoas tomam as ruas da capital filipina, Manila, logo depois do anúncio da decisão dos deputados. A manifestação se concentrou em frente ao prédio do Congresso, e pessoas gritavam pedindo pela renúncia da presidente.

“O povo filipino escreveu um glorioso dia na história [do país] quando, ao invés de forçar a saída de um presidente, escolheu mantê-lo por meio de voto, em um processo da democracia constitucional”, disse Arroyo, em comunicado, fazendo referência a outros dois presidentes que deixaram o poder por conta da pressão popular: Ferdinand Marcos, em 1986, e Joseph Estrada, em 2001.

Escândalo

Forças de oposição filipinas pedem a saída de Arroyo após o escândalo deflagrado em maio passado, com a revelação de uma fita onde uma mulher –que supostamente seria a presidente– aparece em conversas com um funcionário da comissão eleitoral do país, aparentemente “comprando” 1 milhão de votos para garantir sua vitória nas eleições presidenciais realizadas em maio de 2004.

Arroyo reconheceu publicamente que a voz na fita era dela, mas negou que tivesse cometido qualquer tipo de fraude eleitoral.

Essa não é a única acusação de corrupção enfrentada pela presidente filipina. No início deste ano, vários membros de sua família foram acusados de receber dinheiro proveniente de jogos considerados ilegais no país.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
165