DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Começa campanha para o referendo sobre armas de fogo

A campanha no rádio e na TV que orienta a população para o Referendo do dia 23 deste mês sobre a proibição – ou não – da venda de armas e munições começou hoje colocando, de um lado, famosos como as atrizes Maitê Proença e Fernanda Montenegro – que defende o “sim à vida”, a favor da proibição – e, de outro, críticos pautados na incapacidade do governo de diminuir a violência e ressaltando o “direito à legítima defesa”.

Com duração de nove minutos, divididos em duas partes iguais para cada posição, a campanha na mídia mostrou dinamismo, mesclando curtos depoimentos e algumas dramatizações. Além das duas atrizes, o sim contou, no rádio, com os cantores Gabriel, o Pensador e Jair Rodrigues, e com o ator Lázaro Ramos, que defendeu sua opção mencionando o Estatuto do Desarmamento, em vigor desde dezembro de 2003.

A campanha pelo sim também fez questão de associar sua imagem ao conceito de paz. “Vote pela paz” foi um dos slogans apresentados.

Já o tempo destinado para a defesa do não, contrária à proibição da comercialização de armas de fogo, reuniu depoimentos de pessoas que perderam parentes assassinados por armas de fogo ilegais. A legalidade foi uma bandeira freqüente na campanha do não, que também mencionou o Estatuto do Desarmamento, explicando que o porte de arma pode ser legítimo.

O deputado federal Alberto Fraga (PFL-DF) foi personagem contra a proibição do comércio de armas. Entrevistado pela apresentadora do programa, o pefelista bateu no governo e justificou a posição com argumentos pautados no fato de que “os bandidos continuarão armados”.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
169