DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Combata as alergias de primavera

Se você está entre o 1/3 dos habitantes dos EUA que sofre com alergias de estação, a esta altura você provavelmente já está cansado de fungar e espirrar, agora que a primavera está chegando. Os sintomas de alergia tipicamente começam na infância, e freqüentemente agravam-se entre os 20 e os 40 anos.

Os riscos de reações alérgicas dependem de uma variedade de fatores, incluindo o tipo e a intensidade da exposição ao agente provocador da alergia e, também, a predisposições genéticas.

Pesquisas mostram que apenas metade das pessoas que sofrem com alergias considera sua alergia um problema sério de saúde. Em muitos casos a alergia é confundida com gripes ou resfriados.
Anti-histamínicos, afirmam os médicos, podem ser muito úteis para irritação nos o-lhos e nariz escorrendo, mas eles geralmente não aliviam a congestão nasal. Alguns medicamentos causam sonolência, embora haja alguns tipos que não provocam tal reação, pelo menos não tão intensa.

É fundamental, alertam os especialistas, fazer um exame para detectar qual é o seu tipo de alergia.
Alergia, na realidade, não significa falta de defesa do organismo, mas muito pelo contrário, é uma defesa exagerada contra agentes que não são potencialmente agressivos ao ser humano.
Ou seja, uma pessoa alérgica é aquela que é hiperreativa a determinada substância que para uma pessoa normal não despertaria nenhuma resposta.

O sistema imunológico das pessoas alérgicas, por características genéticas, interpreta que determinada substância é tóxica, e que ele precisa proteger o orga-nismo de sua entrada.
É por isto que algumas pessoas, convivem normalmente com fatores que causam a alergia, como a poeira de casa, sem ter sintomas, ao passo que outras pessoas ao entrarem em contato com esta mesma poeira podem ter rinite e asma.

A cada primavera 35 milhões de pessoas que vivem nos EUA sofrem com nariz escorrendo, olhos ardendo e falta de ar, decorrentes de rinite alérgica e da chamada febre da primavera. Se você é uma dessas pessoas, confira abaixo algumas das respostas que podem ajudá-lo a reduzir este desconforto.

Qual é a diferença entre alergia de primavera e resfriado ou gripe?
Além dos sintomas já mencionados que são comuns tanto às alergias quanto às gripes e resfriados, os dois últimos são também caracterizados por dores no corpo. Sintomas alérgicos duram durante o tempo em que você estiver exposto aos elementos alérgenoss, e também após a exposição. Os sintomas de gripes e resfriados costumam desaparecer em até uma semana.

O que é um alérgeno?
Qualquer substância, tal como pólen das flores, mofo ou pelo de animais, que provoquem irritação alérgica.

O que é pólen?
O pólen são células microscópicas, com formato de ovos, liberadas pelas plantas, e que são necessárias à fertilização. Po-léns de plantas com flores, tais como rosas, geralmente não provocam alergias. Mas muitas árvores, grama e ou-tras gramíneas liberam pólen que facilmente se difunde com o vento. É esse pólen que provoca os sintomas alérgicos.

A rinite alérgica de estação no início da primavera é freqüentemente provocada pelo pólen de árvores como carvalho, cedro vermelho, olmeiro, vidoeiro (birch), castanha americana (hickory), choupo (poplar), plátano (sycamore), maple, cipreste e imbuia.
No final da primavera e no início do verão, as gramíneas que receberam o pólen, tais como timothy, bermuda, e alguns tipos de blue grass, freqüentemente provocam os sintomas.
O pólen do tipo da erva conhecida como ragweed é o maior responsável pelas alergias de final de verão nos EUA.

Como é dectectada a alergia?
Para determinar o tipo específico de substância que está provocando a alergia, seu alergista fará exames em sua pele ou, algumas vezes, de sangue, utilizando pequenas quantidades de alérgenoss.

Qual é a melhor maneira de evitar alergias de primavera?
A melhor maneira é evitar contato com o pólen, o que significa na maioria das vezes permanecer em ambientes fechados durante os períodos de pico de disseminação do pólen, que são de manhã cedo e final da tarde.

Também é aconselhável manter fechadas as janelas e ligado o ar-condicionado em casa e no carro. Outra dica é secar a roupa na secadora e não ao ar livre.

O que é rinite alérgica?
Rinite alérgica, que aqui é comumente chamada de hay fever (febre da primavera), é uma reação do sistema imunológico, quando o organismo entra em contato com certos alérgenos tais como pólen ou mofo. Quando pessoas que sofrem de alergias respiram tais substâncias, um anticorpo alérgenos conhecido como IgE as trata como invasores perigosos e os ataca.

Tal processo faz com que o organismo libere histaminas e outros químicos que geram a conhecida reação alérgica de nariz escorrendo, irritação e congestão nasal.

Purificando o ar
Os anúncios são sedutores: “Compre um filtro de ar e você vai respirar melhor, ficar menos doente e levar uma vida me-lhor”. Embora pareça lógico que um filtro possa sugar do ar as partículas causadoras da alergia e, conseqüentemente favorecer uma redução dos sintomas, afinal esses produtos realmente ajudam?

De fato, afirmam os especialistas, há muito poucas evidências de que os filtros possam prevenir alergias e bloquear o aparecimento da asma. Há, no entanto controvérsias. Estudos buscando detectar os reais benefícios do uso de filtros de ar em pessoas com sintomas de alergia e asma, mostraram resultados diversos.

E mesmo quando as pesquisas mostram uma redução nos sintomas, elas não concluem que pacientes asmáticos que utilizam filtros de ar tenham conseguido reduzir o volume de medicação, ou melhorado seus resultados em testes de respiração, de acordo com artigo científico publicano recentemente no jornal Chest.

Na avaliação da Dra. Marjorie Slankard, professora de medicina no Columbia Presbyterian Medical Center, em New York, pessoas sujeitas a alergia podem sentir-se perfeitamente bem caso mantenham-se em ambientes com ar-condicionado.

Já a professora de medicina da Universidade de Pennsylvania, na Philadelphia, Andrea Apter, observa que o uso de filtros não tem qualquer utilidade para pessoas que têm alergia a pelos de animais. “Em uma casa onde há um gato, o antígeno fica impregnado nas paredes e na superfício do piso”, explica.

Para alergias aos ácaros provocados pela poeira, a melhor solução, explicam os especialistas, é impermeabilizar travesseiros e colchões. “Isso faz com que o ácaro não se espalhe”, explica Andre Nel, professor de Imunologia Clínica e Alergias da Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

Quais os sintomas mais comuns?

• Olhos escorrendo
• Espirros
• Nariz escorrendo
• Coceira nos olhos e nariz
• E, em crianças com olheiras

Purificando o ar

Os anúncios são sedutores: “Compre um filtro de ar e você vai respirar melhor, ficar menos doente e levar uma vida me-lhor”. Embora pareça lógico que um filtro possa sugar do ar as partículas causadoras da alergia e, conseqüentemente favorecer uma redução dos sintomas, afinal esses produtos realmente ajudam?

De fato, afirmam os especialistas, há muito poucas evidências de que os filtros possam prevenir alergias e bloquear o aparecimento da asma. Há, no entanto controvérsias. Estudos buscando detectar os reais benefícios do uso de filtros de ar em pessoas com sintomas de alergia e asma, mostraram resultados diversos.

E mesmo quando as pesquisas mostram uma redução nos sintomas, elas não concluem que pacientes asmáticos que utilizam filtros de ar tenham conseguido reduzir o volume de medicação, ou melhorado seus resultados em testes de respiração, de acordo com artigo científico publicano recentemente no jornal Chest.

Na avaliação da Dra. Marjorie Slankard, professora de medicina no Columbia Presbyterian Medical Center, em New York, pessoas sujeitas a alergia podem sentir-se perfeitamente bem caso mantenham-se em ambientes com ar-condicionado.

Já a professora de medicina da Universidade de Pennsylvania, na Philadelphia, Andrea Apter, observa que o uso de filtros não tem qualquer utilidade para pessoas que têm alergia a pelos de animais. “Em uma casa onde há um gato, o antígeno fica impregnado nas paredes e na superfício do piso”, explica.

Para alergias aos ácaros provocados pela poeira, a melhor solução, explicam os especialistas, é impermeabilizar travesseiros e colchões. “Isso faz com que o ácaro não se espalhe”, explica Andre Nel, professor de Imunologia Clínica e Alergias da Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
164