Otohematoma -Saúde Animal

Otohematoma é o acúmulo de sangue na cavidade auricular (orelha). Ocorre em cães, especialmente nas raças com orelhas caídas e compridas. A causa mais comum é trauma e ruptura de um vaso sanguíneo dentro da orelha (aurícula). A aurícula pode se encher completamente de sangue quando envolve um vaso sanguíneo importante ou pode se distender parcialmente quando vasos menores são rompidos. A cavidade auricular é muito vascularizada e as chances de um vaso se romper devido à um trauma forte é muito grande.

As causas mais comuns de trauma à orelha envolvem batidas contra móveis ou qualquer outro objeto, mordida por outros cães, batidas contra outros cães enquanto brincam, mas também podem estar associados à doenças como otite externa, interna ou tumores. É importante examinar bem a orelha e o canal auditivo para tratar a causa primária e não somente o hematoma.

Algumas vezes o acúmulo de sangue é tão intenso que a cavidade auricular pode obstruir o canal auditivo. O peso extra gerado pelo hematoma gera muito desconforto, dor, inflamação e pode causar mudanças permanentes à cartilagem auricular deformando a orelha. Por isso é recomendável tratar o mais cedo possível.

Existem diversas maneiras de se tratar o otohematoma, todos eles, no entanto, devem ser feitos pelo seu veterinário pois envolve drenar o sangue acumulado dentro da cavidade auricular e controlar o sangramento. Um dos procedimentos mais simples é a drenagem utilizando uma agulha conectada a uma seringa para remover todo o sangue acumulado. Infelizmente este procedimento raramente controla o sangramento e em poucas horas a cavidade auricular se enche de sangue novamente.

O tratamento de preferência é a drenagem cirúrgica. Existem diversas técnicas, mas a mais comum é a incisão da porção interior da cavidade auricular. O hematoma é drenado e os coágulos de sangue formados no interior da cavidade auricular são removidos através da incisão. Para prevenir com que o hematoma se forme novamente, várias suturas são aplicadas ao redor da incisão com o intuito de unir a cartilagem auricular anterior e posterior causando a redução do espaço a ser preenchido novamente por sangue e também gerando pressão contra vasos que possam estar sangrando e contribuindo para formação do hematoma.

Algumas vezes é necessário colocar bandagens ao redor da orelha para manter o espaço entre as cartilagens auriculares reduzido sem dar chances para novo acúmulo de sangue. As suturas são geralmente não absorvíveis e permanecem no local por várias semanas antes de serem retiradas.

O otohematoma, quando presente, deve ser tratado no início do processo para evitar a formação de fibrose que resulta na deformação da orelha. Procure por atendimento veterinário sempre que você notar que a orelha do seu cão está inchada (como exemplo na foto). Não há muito o que se possa fazer para evitar o hematoma secundário ao trauma. Como a otite pode ser um fator importante, é recomendável manter as orelhas do cão limpas e livres de infecção.

Publicado em Colunas, Saúde Animal por Dr. Luiz Bolfer. Marque Link Permanente.

Sobre Dr. Luiz Bolfer

Dr. Luiz Bolfer formou-se em Medicina Veterinária no Brasil e mudou-se para os Estados Unidos para se especializar em Cardiologia, Emergência e Cuidados Intensivos em cães e gatos. Completou 12 meses de Internato em Clínica Médica e Cirúrgica Veterinária na Universidade de Illinois. Atualmente é Residente em Emergência e Cuidados Intensivos no Centro Médico Veterinário da Universidade da Flórida em Gainesville.

26 ideias sobre “Otohematoma -Saúde Animal

  1. Preciso de ajuda, fui aplicar uma injeção na minha cachorra e acredito ter atingido um vaso sanguíneo, pois ela não para de sangrar no local. Na minha cidade não tem veterinário e não sei como fazer para conter o sangramento. Me ajudem por favor, ou minha bichinha vai morrer.

  2. Gente!!!! alguém pode me auxiliar ??
    Meu cachorro que tanto amo já esta com 14 anos e a orelha dele esta inchada, queria muito leva-lo ao veterinário, mas estou desempregada e de verdade não tenho como pagar veterinário, gostaria de saber se eu mesmo posso fazer o procedimento da seringa?

  3. O meu cachorro Marley, beagle de 6 anos, está com otohematoma, já operou duas vezes seguidas e 3 dias após retirar os ponto a orelha já está cheia. Não sei mais o que fazer.O bichinho tá sofrendo muito e já não é mais um cachorro alegre como era.

  4. Luiz. Agora responde as varias perguntas q estao mais acima, pq ate agora vc respondeu so a da Ariene q tentou ajudar as outras pessoas, coisa q vc enguinoro ate agora.

  5. Minha cadela de 14 anos, tambem se machucou contra uma porta, correndo com
    a sua companheira, uma gata de 2 anos.Deu Otohematoma. Fiquei apavorada qdo
    toquei na orelha dela. Hoje, depois de 30 dias(+ ou – )vou leva-la ao VET.
    Aqui no Canada, eh uma fortuna qualquer atendimento aos animais numa clinica.
    Ela sempre coca as orelhas, creio q dessa vez foi um golpe na porta.As fotos no site
    e os depoimentos sao identicos. E maravilhoso esses depoimentos e as respostas dos
    (donos) e proficionais Veterinarios. Sou imensamente grata.

  6. olá gente tudo bem então peguei 1 cachorra na rua porte grande as orelhas dela já esta deformada e agora começou inchar a orelha pescoço a cabeça e esta fazendo 1 liquido o que faço pq só consegui consulta medica para segunda -feira

  7. Zeus tem 10 anos e foi diagnosticado com otohematoma. Foi passado pelo veterinário: Biofloxacin(caps), clen-up e otocanis max. Sempre que pingava ele saia para coçar, percebi que apareceram placas vermelhas dentro da orelha. Acho que foi alergia e parei. O veterinário mandou continuar para ver se regride tal hematoma. Acho que seria bem melhor uma drenagem. Deixou de brincar e comer. Quando foi suspenso os medicamentos ele voltou a comer, beber água e fazer bagunça. O que faço?

  8. Minha pastor alemã estava com a orelha direita muito inchada, levei ao veterinário e minha cachorra teve a orelha operada. Gostaria de saber se o tempo de recuperação é longo? Por quanto tempo ela deve usar aquele cone no pescoço?

  9. Bom Dia a Todos!

    Minha cachorra uma rottweiller, quando era filhote (6 meses) aconteceu de dar essa doença, cuja as duas orelhinhas incharam, chamei o veterinario ele disse que ela tava com uma otite externa muito forte, uma das orelhinhas ja estava bem inchada a orelha ja ficava de pé de tão inchada que tava, levei ela para fazer uma limpeza nos ouvidos e acabou que tivevos que operar, ele abriu os dois lados da orelha dela tirou todo aquele sangue coagulado e costurou a orelha inteira ela teve que usar aquele capacete mais ou menos 1 mês e meio, tomando varios medicamentos e usando a pomada otomax, e todo dia tinha que fazer a limpeza nos ouvidos dela. ( o custo de tudo isso saiu em média uns R$ 300,00 pois pagamos R$ 210,00 na cirurgia e resto era medicamento) não deu uma semana que ela tava melhorzinha tivemos que fazer a outra cirurgia da outra orelhinha pois começou a inchar muito depressa, e ai mais um custo, mais cuidados, mais remédios, mais valeu a pena a orelhinha nunca mais inchou mais a minha cachorra ( nome dela: FIZZI) hoje com 5 anos de idade ainda sofre muito com a coceira dentro do ouvido devido a otite forte, o veterinario disse que não tem cura, ela sempre vai ter essa coceira, o unico jeito de acalmar a coceira é fazer a limpeza todos os dias e pingar o remédio ostopan é o que acalma ela um pouco, e as duas orelhinhas nunca mais cresceram devido a cirurgia, hoje ela é uma rottweiller adulta com orelhinhas pequenas, mais ela é linda mesmo assim, Pessoal, só escrevi a história da Fizzi para contar como essa doença é triste para um cão, é bom, nós ficarmos sempre cuidando da limpeza dos ovidos dos nossos amigos, a Fizzi se não tivesse eu para cuidar dela todos os santos dias durante 5 anos limpando o ouvido dela 2 vezes por dia e aplicando remédio, acredito que hoje ela já não estaria mais aqui, porque eu sei o quanto ela sofre com essa doença. e ela desde pequena não é mais uma cachorra docil ela é bem revoltada, devido a dor que sente. Bom, essa é a história da minha companheira a Fizzi.
    obrigado!

    • Bruna,

      Gostei muito da história da Fizzi, meu cachorro de 14 anos esta com inchaço na orelha e estou muito preocupada. mas vou leva-lo ao veterinário o quanto antes.

      desde já agradeço!

      Luciana Dias

    • Olá Bruna,

      Gostaria de lhe fazer uma sugestão para que sua Fizzi deixe de ter essas otites contínuas e coceira. Minha Labrador também tinha esse problema até que depois de eu fazer várias pesquisas na internet e depois de obter opinião veterinária descobri que minha cadela Labrador tinhas otites contínuas e coceira nas orelhas devido a alergias, especialmente alergia à proteína animal. Pelos vistos 10% dos cães tem alergia à proteína animal e o principal sintoma é otites e coceira. Gradualmente passei a alimentar a minha cadela com ração vegetariana, fruta, comida cozinhada (legumes, massa, arroz, trigo, aveia, etc) e ela melhorou MUITO! Valeu a pena a mudança e ela até ficou mais elegante e enérgica :-) Fica aqui a história da minha Labrador Luna e sugestão para a sua Fizzi, Bruna e para quem mais quiser experimentar. Cumprimentos a todos!

  10. Olá! O site é bem esclarecedor! Uma pergunta: meu poodle esta com otohematoma e começamos a fazer compressa quente, o que fez o inchaço diminuir quase 70%. Por que isso ocorre? Deve continuar ou levo meu pequeno ao veterinário? Obrigada desde já!

  11. ola, minha Fila brasileira de 7 anoscesta c uma orelha c otohematoma, gostaria de saber a media de preço para esta cirurgia, c anestesia…
    obrigada

  12. minha cachorra estava com uma inflamação na orelha e a orelha dela inchou como na foto ela fez todo o procedimento de cortar a orelha drenar o sangue ,mas ela é uma cachorra de porte grande e eu não consegui evitar ,ela coçou a orelha o hematoma ficou pior o que eu faço os remédios que eu passei não estão resolvendo ela tomou chetril 150 mg e biodex e eu passo pomada otomax 2 vezes ao dia que outo remedio seria bom para conter o sangramento ?

  13. Olá, minha cachorrinha acabou de passar por isso estávamos cuidando direitinho e qdo realmente achávamos q tinha curado voltou estou desesperada, a bichinha vai ter que passar pelo mesmo processo, anestesia remédios drenos, e não tem cura? pq volta a inchar ? por favor estou desesperada minha cachorrinha é minha vida, não quero que ela passe sempre por isso sem contar que tb não tenho condições de ficar drenando, medicação cuidados e etc me ajudemmmm estou desesperada será que esse gel não ajuda Luiz??? por favor me responda preciso cuidar dela o mais rápido possível

  14. O meu cão esta com esse problema!!!! A orelha dele esta toda cheia, desde a o inicio, junto a cabeça, até a ponta da orelha!!! A veterinária já furou e drenou, mas bem como esta escrito o sangue voltou a encher a orelha!!!! Eu gostaria de saber se esse procedimento cirúrgico é simples ou algo mais complicado!!! E quais exames são feitos para saber qual vaso sanguíneo estourou???????

    • Ariene,
      Obrigado por acompanhar a Coluna Saúde Animal.
      Dependendo da causa do Otohematoma o tratamento médico se torna inviável e frustrante. Eu já atendi mais de uma centena de casos com otohematoma e posso contar nos dedos de uma mão o número de casos que responderam apenas ao tratamento médico. E a maioria deles porque o proprietário insistiu em tentar tratamento médico, do contrário eu já teria tratado cirurgicamente e evitado a frustração do proprietário. Eu não vejo sentido prescrever passar Gel na orelha durante 3 meses sendo ainda 3 vezes por dia, se vc fizer as contas vc está pedindo para seu cliente massagear a orelha do animal cerca de 300 vezes. Fora que a grande maioria dos casos é bastante dolorido. Alguns casos mais leves de Otohematoma se resolvem espontaneamente sem que se faça nada.
      Abraços
      Luiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>