DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Cientistas fazem super simulação da evolução do universo

Uma equipe internacional de astrônomos fez a maior simulação da história sobre a formação do universo.
Eles usaram supercomputadores para recriar o processo pelo qual o universo evoluiu para a forma que tem hoje, mostrando como o universo mudou e cresceu em bilhões de anos.

A Jornada do Milênio, como é chamada a simulação, pode ajudar a explicar observações feitas por astrônomos e dar mais esclarecimentos sobre o elusivo campo de energia do buraco negro.

Detalhes do estudo aparecem no último número da revista Nature.

“Aprendemos mais sobre o universo nos últimos 10 ou 20 anos do que em toda a civilização humana”, disse Carlos Frenk, professor de física fundamental da Universidade de Durham, na Grã-Bretanha, e co-autor do estudo publicado na Nature.

“Usando os computadores maiores e mais rápidos do mundo, agora somos capazes de recriar toda a história cósmica.”

Os pesquisadores avaliaram como o universo evoluiu sob a influência do material misterioso chamado massa escura.

Modelo

Segundo a teoria cosmológica, pouco depois do Big Bang, massa escura e gelada formou as primeiras grandes estruturas do universo, que desmoronaram sob o próprio peso para formar enormes auréolas.

A força gravitacional dessas auréolas sugou matéria normal, criando um foco para a formação das galáxias.

A simulação incorpora informações de observações de satélites do calor deixado pelo Big Bang, sobre a formação do universo e atual entendimento das leis da física na Terra.

“O que é único sobre essa simulação é o escopo e o nível de detalhe com o qual se pode recriar as estruturas cósmicas que vemos à nossa volta”, disse o professor Frenk à BBC.

“Agora podemos comparar isso com grandes quantidades de dados que os astrônomos estão coletando com os Very Large Telescopes (VLTs).”

Energia

Comparações entre os resultados da simulação e as observações astronômicas já estão ajudando a esclarecer alguns mistérios cósmicos insolúveis.

Alguns astrônomos questionaram como fontes de rádio em galáxias distantes chamadas quasar podem ter se formado tão rapidamente depois do Big Bang, dentro do modelo da massa fria e escura.

A simulação Jornada do Milênio demonstra que tais estruturas se formam naturalmente dentro de um modelo de números consistente com o Sloan Digital Sky Survey.

O universo virtual pode também trazer esclarecimentos sobre a natureza da energia escura, que forma cerca de 73% do universo conhecido e que é, segundo Frenk, “o maior problema não resolvido na física de hoje, se não da própria ciência”.

“Nossas simulações nos dizem onde procurar pistas para aprender sobre a energia escura. Se queremos aprender sobre isso, precisamos investigar os grupos de galáxias que têm informações codificadas sobre a identidade da energia escura.”

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196