DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Casas de prostituição usam imigrantes no Texas e Oklahoma.

Austin, Texas – Um prostíbulo na região de Austin e Oklahoma City, onde mulheres imigrantes ofereciam seus serviços principalmente aos imigrantes ilegais, é parte de uma rede que atuava em vários estados e que foi desmantelada pelas autoridades federais, segundo documentos judiciais.

Consta também nestes documentos, que mulheres procedentes do México, da América Centra e do Sul trabalhavam em prostíbulos e em alguns casos eram obrigadas a se prostituírem.

As autoridades prenderam Juan Balderas Orosco, de 34 anos, que foi acusado de trazer ilegalmente as mulheres e encaminhá-las à prostituição em dois prostíbulos. Outras 4 pessoas também foram presas na operação.

Em 2002, agentes de imigração e da polícia de Austin fizeram batida em uma casa que segundo eles era um centro de prostituição, administrado por Balderas. Na ocasião prenderam dois mexicanos e duas mulheres, uma da Colômbia e outra da Republica Dominicana.

As mulheres disseram aos agentes que eram levadas para vários Estados e obrigadas a se prostituírem, segundo os documentos divulgados pelas as autoridades locais.

“A organização recruta as mulheres… e abre caminho para seu ingresso ilegal nos EUA. As imigrantes são retidas por algum tempo e depois obrigadas a se prostituírem”, assinala o documento.

Em outra ocasião, os homens acusados de trabalhar para Balderas foram declarados culpados pelo tribunal federal por transportar e proteger as imigrantes ilegais. Cumpriram 15 meses de cadeia e foram deportados.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222