DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Câncer de pulmão pode ter relação com diferenças raciais, diz estudo

Fumantes negros cujos pais ou irmãos desenvolveram câncer de pulmão ainda jovens são mais sucetíveis a desenvolver a doença do que tabagistas brancos com o mesmo histórico familiar, segundo pesquisadores da Detroit’s Wayne State University.

O motivo para essa disparidade racial não está claro e pode estar relacionado a algum fator ainda desconhecido. Foram analisados os casos de mais de 7.500 fumantes que tiveram a doença em Detroit (EUA) entre 1990 e 2003, um terço deles negros.

Em relação à totalidade dos casos, o risco de desenvolver câncer de pulmão após os 60 anos é duas vezes maior se há parentesco próximo com pessoas que foram vítimas da doença antes dos 50, disse Michele Cote, a principal autora do estudo. Menos de 7% dos casos aparecem antes dos 50 anos.

De acordo com a reportagem publicada nesta semana no Journal of de American Medical Association, o cigarro é o principal fator de risco para o surgimento da doença, mas componentes genéticos também foram reconhecidos no processo.

John Ruckdeschel, outro pesquisador envolvido no estudo, ressaltou que os médicos devem ter o histórico familiar dos fumantes e alertar aqueles que têm vítimas da doença na família para fazer exames anualmente.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223