DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Brasileiros decidem título nas últimas três etapas do Circuito Mundial.

A dupla campeã do Circuito Mundial de Vôlei de Praia de 2006 já é brasileira – ainda só não se sabe qual. A partir desta quinta-feira, em Stare Jablonki (Polônia), Marcio-Fábio Luiz e Ricardo-Emanuel abrem o antepenúltimo round de um duelo que vêm travando desde maio, quando a temporada foi aberta na China. De lá para cá, cada equipe venceu quatro etapas. Ricardo e Emanuel, no entanto, têm campanha pouco melhor e lideram a classificação com 6.620 pontos contra 6.240 dos rivais.

De acordo com o regulamento, apenas os oito melhores resultados do calendário de 14 torneios serão levados em consideração. Além dos títulos, Ricardo e Emanuel têm quatro segundos lugares; Márcio e Fábio Luiz têm três segundos e um terceiro. Por isso, é provável que a definição só seja conhecida em Vitória (ES), em 1º de outubro, ou no encerramento do campeonato, no dia 29 do mesmo mês, em Acapulco (México). Por causa das regras introduzidas em 2006 é que as brasileiras Juliana e Larissa já asseguraram o bi desde a semana passada na Áustria.

Se depender do capixaba Fábio Luiz, o cinturão mudará de dono em seus domínios. Para ultrapassar Ricardo e Emanuel na Polônia, ele e o cearense Márcio necessitam de uma combinação de resultados improvável. Numa conta simples, passam à frente da classificação caso conquistem o ouro neste domingo e os atuais tricampeões terminem no máximo em 13º lugar – a pior posição dos campeões olímpicos foi o 4º na China e na Rússia. ‘Vamos fazer nossa parte e ver o que acontece. Só garanto uma coisa: em minha casa mando eu’, avisa o gigante de 2m04, melhor bloqueio do mundo em 2005, assumindo antecipadamente o favoritismo no Espírito Santo.

Com início da fase principal marcado para esta quinta-feira, a etapa da Polônia não contará com a participação dos norte-americanos. Depois de cumprir excelente papel na última semana em Klagenfurt, onde Todd Rogers e Phil Dalhausser deram aos Estados Unidos o primeiro título do ano, as equipes do país preferiram voltar para casa e retomar a participação na série local – a AVP. Em tese, a queda do nível torna ainda mais remota a chance de tropeço dos líderes sonhado por Márcio e Fábio Luiz.

O Aberto da Polônia é importante para outro time brasileiro, formado por Franco e Pedro Cunha. Eles perderam a terceira colocação para os alemães Julius Brink e Christoph Dieckmann em Klagenfurt, mas a diferença é de apenas 120 pontos e também pode ser descontada em Stare Jablonki. Nalbert e Luizão garantiram hoje passagem à chave principal, depois de ganhar os dois jogos do qualifying. Além deles, avançaram os paraibanos Jorge e Renatão, que defendem a República da Geórgia. Com dupla cidadania, a equipe é a aposta do governo do país banhado pelo Mar Negro para conquistar uma vaga nos Jogos Olímpicos de 2008 na China.

Agência Placar

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222