DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Brasileiros conseguem chegar ao Brasil.

O desembarque, no Aeroporto de Guarulhos, de 81 dos 98 passageiros que fugiram do Líbano em vôo da Força Aérea Brasileira (FAB), foi marcado pela emoção dos familiares e muitas orações. Também não faltaram faixas de protesto, com frases como “Tomaram a Palestina, agora querem o Líbano” e “Bush, qual é a sua próxima vítima?”.

Entre os brasileiros, David Faria Nade David contou que saiu de Joinville (SC) para uma viagem de férias a Beirute, onde ficaria por alguns dias na casa de um amigo e depois seguiria para o Egito. Mas o bombardeio do aeroporto da capital libanesa impediu o prosseguimento da viagem e ele tentou voltar ao Brasil. “Telefonei para o Consulado brasileiro umas três vezes seguidas e eles me informaram que um ônibus sairia no mesmo dia. Fui correndo para lá”, disse.

A mesma reação teve Hiba Chawa, que informou ter viajado viajou para o Líbano com o objetivo de encontrar alguns familiares. Por causa dos conflitos, ela decidiu entrar em contato com o Consulado no domingo (16) e antecipar a volta para casa, com o filho. “Na segunda-feira (17) eles me perguntaram se poderia vir. Em 15 minutos, arrumei tudo e saí”, contou.

Um comboio de quatro ônibus com passageiros brasileiros saiu de Beirute na manhã de segunda-feira, com destino à Turquia, onde o avião da FAB os esperava para voltar ao Brasil. Segundo David, esse foi o trecho mais complicado da viagem: “O percurso terrestre foi tenso porque existia a possibilidade de acontecer alguma coisa. Depois que passou da Turquia ficou mais calmo”. Na chegada a São Paulo, David acrescentou: “Agora, só quero ir para casa”.

Agência Brasil

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
227