DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Brasileiro acusado de agredir namorada é preso pelo ICE

Douglas Gonçalves é acusado de ter causado o aborto da namorada. Crédito: Metro West Daily News

O brasileiro Douglas Gonçalves, 26 anos, morador de Framingham (MA), foi detido por agentes federais do Immigration and Custom Enforcement (ICE) na Corte Distrital logo após pagar fiança pela acusação violência doméstica contra sua namorada.

O fato aconteceu no dia 1º deste mês quando Gonçalves foi acusado formalmente da agressão à namorada no tribunal. A mulher seria também brasileira e não teve o nome revelado. Ela alega ter sofrido um aborto por causa da agressão do namorado, de acordo com a denúncia apresentada no Tribunal Distrital de Framingham.

Durante a audiência de acusação, o Promotor Dylan Krasinski disse que a polícia chegou até Gonçalves depois que a sua então namorada o denunciou ao Departamento de Polícia da cidade descrevendo a agressão sofrida por ela no dia 12 de outubro, de acordo com informações divulgadas pelo Metro West Daily News.

Segundo o depoimento, o casal estava em seu apartamento, no 35 Frederick Street, quando ela foi agredida com um soco no rosto que acertou também o queixo e a fez perder o equilíbrio. Ela então teria caído batendo com a barriga na quina da cama e perdendo o bebê de 3 meses. Três dias depois da agressão, a mulher foi ao MetroWest Medical Center, em Framingham, onde ficou confirmado o aborto.

A vítima vinha sofrendo ameaças, segundo a acusação e ao obter uma ordem de restrição, revelou que o namorado a agredia há muito tempo. “Estou com medo por causa do que aconteceu. Ele manipula minha mente, fazendo-me pensar que eu estou errado e sou a culpada”, disse a mulher. Em setembro o brasileiro também teria agredido a namorada e a ameaçado caso contasse à polícia. “Douglas a agrediu dentro do carro do casal e a ameaçou. Ele disse que se ela fosse à polícia, ele mataria o filho e mãe dela que moram no Brasil”, continuou o Promotor, que destacou, ainda, que o brasileiro havia dito a ela que “pediria para que seus amigos americanos a denunciassem para autoridades de imigração, que iriam deportá-la”.

Gonçalves responde por agressão, violência doméstica e intimidação de testemunha. A juíza Jennifer Stark estabeleceu a fiança do brasileiro em $500 dólares, determinou que ele se mudasse para a casa de sua mãe, na Willis Street e que não tivesse contato com a vítima, mas os agentes de imigração o detiveram com um mandado.

Já o advogado do brasileiro, Thomas Glynn, afirmou que “o aborto espontâneo foi uma infeliz fatalidade, causou depressão à suposta vítima e acabou por colocar uma pressão sobre o relacionamento do casal”, disse. “No dia que ela fez a denúncia, ele arrumou suas malas e saiu de casa. Ela ficou com raiva e fez essas denúncias”, alega o advogado.

Uma próxima audiência sobre o caso está marcada para o dia 9 de janeiro de 2018.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,

Gazeta News
Gazeta News
221