DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Brasil não vai bem no segundo dia do Mundial de Judô do Egito

A equipe brasileira não foi bem no segundo dia de disputas do Mundial de Judô, que está sendo realizado na cidade do Cairo, Egito. Após conquistar um bronze com Luciano Corrêa na categoria meio-pesado na quinta-feira, o máximo que os judocas alcançaram nesta sexta foram as quartas-de-final com Tiago Camilo.

Medalhista de prata em Sydney-2000, o meio-médio Tiago Camilo começou bem sua participação no Mundial, vencendo três lutas seguidas por ippon contra Boas Munyonga, de Zâmbia, Munhbayasghalan, de Mongólia, e Abdulganilov, da Bielorrússia. Nas quartas-de-final, Tiago perdeu para o ucraniano Roman Gonttyuk, prata em Atenas-2004, e na seqüência caiu diante do japonês Takashi Ono na repescagem.

– Sabia que a categoria seria bem disputada. Conhecia o ucraniano, que assisti lutando em Atenas. Ele foi um adversário muito duro e soube administrar a luta. Colocou uma vantagem e segurou – lamentou Tiago.

Entre os outros judocas brasileiros que lutaram nesta sexta-feira, apenas o médio Alexsander Guedes passou da estréia. Guedes derrotou Fariz Ramizzade, do Azerbaijão, e Baragui Ide, da Nigéria, mas perdeu para o polonês Przemy Matyjaszek nas oitavas-de-final. Como o atleta da Polônia não avançou, o brasileiro acabou sem chance de ir à repescagem.

No feminino, Vânia Ishii perdeu para a americana Ronda Rousey e Márcia Lima para Jisele Mendy, do Senegal. Ambas também não disputaram a repescagem já que suas adversárias foram derrotadas a seguir.

Neste sábado, sobem ao tatame os leves Tânia Ferreira e Leandro Guilheiro e os meio-leves Fabiane Hukuda e João Derly.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152