DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Brasil fica fora do draft da NBA

O Brasil decepcionou no draft 2005 da NBA. Na noite desta terça-feira, nenhum jogador do país foi escolhido por clubes na liga americana de basquete.Pela primeira vez em três anos um jogador brasileiro não é contratado.

Quatro atletas brasileiros tentavam vaga no draft deste ano: Murilo (foto), Lucas Tischer, Marcelinho Huertas e Anderson Ferreira. Eles, no entanto, ficaram na primeira peneira que teve 60 jogadores selecionados.

Ex-jogador do Vasco, o pivô Nenê Hilário abriu as portas do basquete brasileiro na NBA. Em 2002, ele foi selecionado pelo New York Knicks em sétimo, mas acabou sendo negociado e até hoje atua pelo Denver Nuggets.

Na temporada seguinte, o San Antonio Spurs escolheu o armador Leandrinho, mas o brasileiro foi repassado ao Phoenix Suns. Atualmente, Leandrinho é reserva do canadense Steve Nash, uma das estrelas da NBA e eleito este ano como o jogador mais valioso da temporada regular.

Em 2004 foi a vez de Rafael Araújo, conhecido nos EUA como Baby, ser recrutado pelo Toronto Raptors. O último foi Anderson Varejão, que atua pelo Cleveland Cavaliers.

Australiano é o número um de 2005

Este ano, um estrangeiro foi escolhido como o número um. O pivô Andrew Bogut, que atuava pela Universidade de Utah, foi pego pelo Milwaukee Bucks, equipe de pouca expressão na temporada passada. Nascido em 28 de novembro de 1984, Bogut foi titular da seleção australiana nos Jogos de Atenas e teve média de 14.8 pontos e 8.8 rebotes por partida.

– É inacreditável. Ainda estou me beliscando para ver se isso é real. Estou muito feliz por ser jogador do Bucks e Milwaukee é uma grande cidade. Mal posso esperar para jogar e vim para trabalhar duro, sempre fazendo o que o técnico mandar. Não quero vencer o prêmio de Estreante do Ano, mas sim ganhar jogos pelo Bucks – disse Bogut.

Depois do chinês Yao Ming, em 2002, Bogut se tornou o sétimo jogador estrangeiro a ser escolhido como o número um no draft da NBA.

O Atlanta Hawks teve direito à segunda escolha e ficou com Marvin Williams. O ala atuava pela Universidade de North Carolina – mesma da lenda Michael Jordan – e esteve na campanha do título deste ano da NCAA.

O terceiro escolhido foi o armador Deron Williams. O Utah Jazz contratou o jogador que foi um dos destaques da Universidade de Illinois este ano. Nasceu em 26 de junho de 1984 em Pakersburg, Washington.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196