DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Brasil Fair supera expectativa de público

Por: Atilano Muradas
O espírito de “já ganhou” que rondava a Brasil Fair desde o seu lançamento em 30 de março ficou abalado com um incidente não esperado justamente no final de semana da feira: um temporal “meio” tormenta tropical e prenúncio de furacão.

Com isso,os organizadores e os empresários voltaram a ter que confiar na disposição e no espírito festivo do brasileiro que não falta a uma festa faça chuva ou faça sol. E foi exatamente o que aconteceu. Os brasileiros não faltaram e a Brasil Fair foi um sucesso que uniu e fortaleceu ainda mais a comunidade brasileira nos Estados Unidos.

A edição número dois da Brasil Fair aconteceu nos dias 31 de maio a 02 de junho de 2007 nas dependências da Primeira Igreja Batista do Sul da Flórida (PIBBSF), em Pompano Beach, e reuniu mais de 12 mil pessoas. Em 2006 foram 80 estandes. Este ano houve um crescimento de quase 50%: 126 estandes. Foi necessário, inclusive, que o espaço destinado aos estandes fosse duplicado. No ano passado havia estandes somente no ginásio. Este ano foi preciso uma tenda suplementar para abrigar 53 novos estandes. O interesse dos empresários pela Brasil Fair foi tão grande que, este ano, houve quatro expositores vindos do Brasil.

Salmeron Cardoso, Diretor-Presidente da Escola de Aviação CEAB, de Pinheiros, São Paulo e representante da Livrosbrasil.com não escondia o seu entusiasmo. “Montamos o stand porque houve grande repercussão desta feira no Brasil. Minha empresa é a Livrosbrasil.com, cuja sede é em Orlando. Somos especializados na distribuição e venda de livros em língua portuguesa para os Estados Unidos. São mais de 3 mil títulos. O que mais me impressionou na feira foi a quantidade de hispanos que vieram me procurar e ver a possibilidade de nós distribuirmos livros em espanhol. Acho que vamos ampliar nossos negócios”.

Sem sombra de dúvidas, a Brasil Fair deu um salto considerável em apenas um ano e se firmou como o maior evento empresarial dirigido ao público brasileiro do Sul da Flórida em todos os tempos. Os números podem ser conferidos na tabela abaixo e demonstram claramente o avanço. “O volume de negócios e o ganho de cada empresário pode ser percebido pelo interesse que eles demonstraram em marcar o seu espaço com meses de antecedência”, conta Sérgio Castro, Diretor de Marketing da Brasil Fair.

Sérgio também não esconde a alegria pelo sucesso da feira: “Estamos felizes com a resposta da comunidade brasileira. Este ano temos muito mais estandes e a área de alimentação é muito maior. Outra novidade é a equipe de recepção que tem por objetivo fazer com que as pessoas se sintam bem no evento. Nós queremos que a Brasil Fair seja o evento das famílias brasileiras. Cada membro da família tem o seu espaço.”

Leandro Vianaro e Marciléia Freitas, que vieram com a filhinha Brenda, possuem uma empresa de transportes e estavam na Brasil Fair pela primeira vez. “Viemos para a feira dar uma observada no nível do comércio dos brasileiros. Ver também se existe alguma novidade”, disse Leandro.

Um destaque deste ano foi a qualidade dos estandes. Os empresários investiram muito mais no layout buscando impressionar, ao máximo, os consumidores. Quem circulou pela feira lembrou os bons tempos nas feiras brasileiras onde o vendedor chama o cliente e bate um papo com ele expondo o seu negócio. O extrovertido Anderson Martins, da Excel Mortgage e Investiments, por exemplo, distribuiu 600 camisetas e, segundo os seus cálculos, fez mais de 800 contatos.

A Brasil Fair também abrigou estandes filantrópicos. Um deles foi o da Fundação Icla da Silva, uma entidade internacional que cadastra pessoas para o banco de doadores de medula óssea destinada a pacientes com leucemia, anemia aplástica e outras doenças do sangue. “Esta feira foi muito boa porque tivemos contato com muitos brasileiros e pudemos explicar como é simples ser um doador de medula óssea. Há muita desinformação entre os brasileiros. Nos Estados Unidos, por ano, trinta mil crianças morrem de leucemia”, disse Ariádene Fernandes, representante voluntária da Fundação Icla da Silva.

Além de cinco bancos, várias empresas de mortgage, empresas americanas representadas por brasileiros, vários advogados aproveitaram o interesse pelo assunto imigração e colocaram os seus estandes.

O advogado John O’Brien alugou um estande na Brasil Fair deste ano para divulgar ainda mais o seu escritório de advocacia que trabalha, sobretudo, na área de acidentes e de imigração. No ano passado ele não conseguiu alugar um stand. Este ano, no entanto, ele chegou cedo e garantiu o seu lugar. “Apesar da chuva, o movimento foi grande. A feira está tão organizada que até durante a chuva tinha gente da organização levando as pessoas de guarda-chuva para os carros. Distribui muitos brindes e cartões, e centenas de pessoas pegaram meu cartão prometendo que, assim que a nova lei sair, irão ligar para fazermos o processo. Estou satisfeito com os contatos. Ano que vem estarei aqui de novo”, disse O’Brien.

Outro serviço em exposição trouxe consigo uma novidade: a lâmpada que mata germes no ar. “Nós fazemos instalação e manutenção de ar-condicionado. Nesta feira estamos lançando uma lâmpada especial para ser colocada dentro do ar-condicionado. Ela serve para matar quase cem por cento dos fungos e bactérias nocivos à saúde das pessoas. Muita gente está gastando di-nheiro para se curar de alergias provocadas pelo ar-condicionado. É impressionante como os brasileiros sabem pouco sobre esse assunto”, explicou Omair, da OM Air Service.

Quem andou por toda a feira certamente se encontrou com o Pastor Silair Almeida e sua esposa, Débora, circulando pelos estandes. Em depoimento simples ele demonstrou sua alegria e satisfação em ter dirigido a Brasil Fair. “Tudo o que está acontecendo foi devidamente planejado a mais de seis meses. Apesar da chuva na sexta-feira(1), os brasileiros não faltaram. Fiquei surpreso com a determinação de todos os expositores e do público que não desanimaram. Eu falei com cada expositor e todos estão felizes com o evento. Tivemos uma média de quatro mil pessoas passando, por turno, nos estandes. A feira é um sucesso, graças a Deus”, disse o Pastor Silair, diretor da Brasil Fair.

Com exclusividade, Sérgio Castro informou a data da próxima Brasil Fair. “Será no feriado do Memorial Day de 2008, em quatro dias e não mais três como foi nas duas primeiras edições. Aproximadamente, uma semana antes da que foi este ano, afastando ainda mais a possibilidade de furacão.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153