DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Brasil estréia com vitória sobre Grécia por 3 a 0

Adriano marcou o primeiro gol do Brasil contra a Grécia
O Brasil venceu seu jogo de estréia na Copa das Confederações, contra a Grécia, por 3 a 0.
Os gols foram marcados por Adriano, aos 41 minutos do primeiro tempo, e, no segundo tempo, por Robinho, aos 40 segundos e Juninho Pernambucano, aos 36 minutos.

Com o resultado, o Brasil divide a liderança do grupo B com o México, que estreou derrotando o Japão, time dirigido por Zico, por 2 a 1.

A seleção brasileira, porém está em vantagem, por ter marcado mais gols.

Sem torcida

A equipe de Carlos Alberto Parreira não teve dificuldades contra a Grécia, mesmo com pouco apoio da torcida.

Os 44 mil ingressos do ZentralStadion, em Leipzig, foram todos vendidos. Os torcedores gregos eram maioria absoluta.

A Grécia começou atacando. Com menos de dois minutos, Kyrgiakos cabeceou livre dentro da área, levando perigo ao gol de Dida.

A primeira chance real da seleção brasileira veio aos 4 minutos, quando Adriano recebeu de Émerson, mas chutou mal a gol.

Pouco depois, o zagueiro Lúcio disputou uma cabeçada com Vryzas e teve um corte no rosto. Sangrando muito, ele foi atendido fora de campo pelo médico José Luiz Runco.

O Brasil continuou pressionando e teve boas chances, principalmente com Robinho. Aos 18 minutos, ele passou por dois zagueiros antes de chutar bem, para uma boa defesa do goleiro Nikopolidis.

Segurança

Um minuto depois Dida teve chance de fazer uma de suas poucas intervenções na partida, numa falta bem cobrada pela esquerda, ainda que sem perigo.

O goleiro brasileiro foi pouco exigido, mas mostrou segurança nas saídas de gol.

O lateral Cicinho, que fez sua estréia na seleção em jogos oficiais, mostrou desenvoltura no ataque.

Aos 27 minutos, Ronaldinho Gaúcho cobrou falta sofrida por Cicinho pela direita. A equipe tinha sete jogadores na área, mas ninguém conseguiu alcançar a bola levantada pelo atacante.

Dois minutos depois, a Grécia teve o primeiro escanteio a seu favor, mas Kyrgiakos cabeceou para fora.

Os poucos torcedores brasileiros presentes ao estádio vibraram com dois bons ataques seguidos – o primeiro, de Robinho, e, logo após, de Kaká.

Aos 41 minutos, em jogada individual pela direita, Adriano recebeu a bola na intermediária e chutou forte de esquerda, sem defesa para Nikopolidis. A bola entrou a meia altura, à esquerda do goleiro.

Apesar do placar apertado, o Brasil desceu tranquilo para o vestiário. Na volta, com menos de um minuto, Robinho concluiu livre para o gol, depois de passe de Gilberto, pela esquerda.

Pouco espaço

O time começou o segundo tempo sem dar espaços para os gregos. Aos 4 minutos, Adriano foi derrubado na entrada da área por Kyrgiakos. Ronaldinho Gaúcho cobrou na barreira.

Logo depois, outra boa chance do Brasil, numa bela jogada de Robinho e Ronaldinho Gaúcho, que deu um passe preciso para Adriano. O chute, porém, foi para fora.

A defesa do Brasil estava bem arrumada e não dava espaços para a Grécia chegar ao ataque. Charisteas fez uma boa jogada entrando livre pela intermediária, mas foi desarmado sem problemas por Lúcio.

Pouco depois, Roque Júnior cortou um ataque do mesmo Charisteas.

Zé Roberto foi empurrado na entrada da grande área. Desta vez, Ronaldinho Gaúcho cobrou bem e conseguiu passar pela barreira, mas Nikopolidis fez boa defesa.

Logo depois, Kaká caiu dentro da área em choque com um zagueiro. A equipe brasileira pediu pênalti, mas o juiz Lubos Michel não deu.

Renato substituiu Ronaldinho Gaúcho aos 24 minutos. Um minuto depois, foi a vez de Ricardo Oliveira entrar no lugar de Adriano.

Com cinco minutos em campo, Ricardo Oliveira fez sua primeira boa jogada, dominando uma bola na entrada da área, mas chutou em cima de um zagueiro.

Em seguida, Kaká deixou o campo, substituído por Juninho Pernambucano.

Golaço

O jogador do Lyon também deixou sua marca, ao cobrar com perfeição uma falta sofrida por Ricardo Oliveira. Ele colocou à bola à direita de Nikopolidis, sem chances de defesa.

Robinho, impedido, ainda marcou outro gol, bem anulado.

A Grécia teve ainda uma oportunidade de marcar. Dida fez grande defesa em chute de Giannakopoulos, impedido.

Com a vitória garantida e sem ser ameaçado, o Brasil só tocou a bola, esperando o fim da partida.

O próximo adversário do Brasil vai ser o México, domingo, em Hannover.

Brasil: Dida; Cicinho, Roque Júnior, Lúcio e Gilberto; Émerson, Zé Roberto, Kaká (Juninho Pernambucano) e Ronaldinho Gaúcho (Renato); Robinho e Adriano (Ricardo Oliveira).

Grécia: Nikopolidis, Goumas, Kyrgiakos, Katsouranis e Seitaridis (Vyntra); Basinas, Giannakopoulos, Zagorakis (Amanatidis) e Karagounis; Vryzas (Papadopoulos) e Charisteas.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
213