DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Brasil encerra participação no Mundial de Esportes Aquáticos sem medalhas

A brasileira Joanna Maranhão (foto), que chegou a Montreal como uma das esperanças de bons resultados para o Brasil no Mundial de Esportes Aquáticos, ficou de fora das semifinais dos 400m medley. A jovem nadadora, de apenas 18 anos, nadou a quarta das cinco baterias de eliminatórias da prova neste domingo e conseguiu apenas a 21ª posição, com o tempo de 4min53s41, e foi eliminada da competição.

Joana, que foi quinta colocada nesta mesma prova nos Jogos Olímpicos de Atenas, no ano passado, era a última esperança do Brasil na competição. No sábado, penúltimo dia do Mundial do Canadá, três atletas brasileiros encerraram a participação na competição sem medalhas.

Finalista dos 100m borboleta, Kaio Márcio ficou apenas com a sétima colocação, marcando 53s13. O país tinha esperança de alcançar duas finais no encerramento da competição. Flávia Delaroli e Gabriel Mangabeira pararam nas semifinais de suas provas.

Nos 50m livre feminino, Flávia Delaroli ficou com a 12ª colocação, com o tempo de 25s53. Gabriel Mangabeira fez 26s78 e ficou em 16º lugar nos 50m costas.

Ainda no sábado, o destaque foi o americano Ian Crocker, na prova dos 100m borboleta, que deixou seu compatriota Michael Phelps para trás, marcando 50s40 e estabelecendo novo recorde mundial da prova.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196