DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Brasil deve enfrentar a Argentina

CBF e AFA estudam a possibilidade de realizar um amistoso em abril. Em Teresópolis, no treino da Seleção, Parreira já avisou que convocará apenas jogadores que atuam no Brasil.

Teresópolis – O Brasil deverá fazer um amistoso com a Argentina, dia 27 de abril, no Morumbi, como parte das comemorações dos 40 anos da TV Globo. O jogo ainda não está confirmado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pela Associação Argentina de Futebol (AFA), mas já está mexendo com o ambiente da Seleção Brasileira.

Nesta quarta-feira, o técnico Carlos Alberto Parreira revelou que, para esse amistoso, convocará apenas jogadores que estejam em atividade no Brasil. Será uma espécie de teste final para aqueles que ainda sonham com uma vaga no grupo que luta para chegar à Copa do Mundo da Alemanha, no ano que vem. Em dois anos à frente da Seleção, Parreira já convocou 69 jogadores. “E dificilmente chamarei muito mais do que isso. Talvez uns cinco ou seis, no máximo”, disse o treinador.

No grupo que enfrentará o Peru, dia 27, e o Uruguai, dia 30, só cinco jogadores atuam no Brasil: os palmeirenses Marcos e Magrão, os santistas Ricardinho e Robinho, e o corintiano Gustavo Nery. Como Parreira diz que “não vai inventar”, jogadores que já foram convocados por ele no passado devem voltar a ter uma chance, como os corintianos Anderson, Roger e Carlos Alberto, o palmeirense Pedrinho, o são-paulino Júnior e o goleiro Fábio, do Cruzeiro.

Rogério Ceni, do São Paulo, e Léo, do Santos, estão fora dos planos. A expectativa em torno desse teste contra a Argentina é com relação às possíveis presenças de Cicinho, do São Paulo, e Fred, do Cruzeiro. Parreira já fez elogios aos dois jogadores. O técnico, porém, faz questão de ressaltar que está com suas atenções voltadas completamente para as partidas contra o Peru e o Uruguai. “E mesmo contra a Argentina, o jogo que vale para nós é o do dia 8 de junho, pelas Eliminatórias.”

Parreira diz também que não está preocupado se terminará a competição na primeira colocação. Atualmente, a Argentina lidera, com dois pontos a mais que o Brasil. “Claro que seria interessante ficar na frente da Argentina, mas nosso objetivo é a classificação, independentemente da posição.”

O técnico até deu uma alfinetada na seleção rival, que fez excelente campanha nas Eliminatórias para a Copa de 2002, mas foi um fiasco no Mundial da Ásia. “A Argentina já provou que não adianta nada brilhar nas Eliminatórias. O que vale mesmo é a Copa, e nisso o Brasil é penta.”

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196