DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Benedini diz ao Gazeta que sua condenação foi ?imoral?

O diplomata Luiz Benedini, ex-cônsul geral do Brasil em Miami e Embaixador brasileiro na Costa Rica, teve ganho de causa no Superior Tribunal de Justiça.

O STJ determinou que o Itamaraty, que havia demitido Benedini em 2002 com “desonra”, acusando-o de malversação de fundos, reintegre o diplomata em seus quadros. De passagem por Miami na semana passada, Benedini falou ao gazeta:

Gazeta – Como o Sr. recebeu a notícia de que o STJ ordenou a sua reintegração aos quadros do Itamaraty?
Luiz Benedini – Com certa surpresa, porque pensava que o Tribunal estava em recesso. Mas sabia que era apenas uma questao de tempo. O processo, capitaneado pelo então corregedor, Luiz Villarinho e pela presidente da comissão, Thereza Quintella, foi tão absurdo que nao tinha eu dúvidas de que, cedo ou tarde, a Justiça o anularia. Para qualificar o comportamento desses dois, uso as palavras do Ministro Relator: “Eh lamentavel num estado democratico de Direito a adocao do procedimento inquisitorio tendencioso, parcial e imoral pelo impetrado, com o clarividente intuito de dificultar a defesa do impetrante e de lhe aplicar sancao que, ao seu bel prazer, entendesse devida.” Quero realcar a palavra “imoral”. Foi exatamente assim que os dois atuaram – imoralmente.

Gazeta – Essa decisão do STF definitiva e irrecorrível?
Luiz Benedini – Segundo informacao que tive de advogados, sim.

Gazeta News – O Sr. estaria preparado par se reintegrar aos quadros do Itamaraty imediatamente?
Luiz Benedini – Eu estarei pronto para fazer valer os direitos que tenho, sem nenhum ressentimento, ateh porque a atual administracao nada tem a ver com a anterior. Como sabemos, houve varias outras injusticas. O proprio hoje Secretario-Geral, Samuel Pinheiro Guimaraes, foi afastado por ousar expressar  opiniao e permaneceu em verdadeiro ostracismo  durante a gestao do entao “liberal” chanceler, Celso Lafer.

Gazeta News – Nesses anos em que o Sr. esteve afastado da diplomacia brasileira, o que esteve fazendo profissionalmente?
Luiz Benedini – Estive fazendo o que sempre fiz, apresentando-me em concertos e recitais, e ocupando-me com projetos beneficentes em favor de criancas menos favorecidas.

Gazeta News – Sua carreira de músico e concertista ganhou mais espaço nesse período?
Luiz Benedini – Certamente tenho muito mais tempo para dedicar-me aa carreira pianistica.

Gazeta News – O Sr. tem um grande número de amigos nos Estados Unidos e na Flórida em especial. O que diria a eles nesse momento de vitória?
Luiz Benedini – Nao chamaria de vitoria uma mera correcao de rumo. Mas aa maioria de meus amigos na Florida, agradeco a confianca que em todos os momentos demonstraram.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196