DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Bate-papo com o guru financeiro Gustavo Cerbasi – Parte II

Na última semana, iniciamos aqui uma entrevista com o guru das finanças, Gustavo Cerbasi, autor de “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos” e outros 13 títulos publicados (leia a primeira parte aqui). Confira a continuação do bate-papo:

Claudia: O segredo de casais que um gasta muito e o outro não gasta nada é simplesmente o equilíbrio?
Gustavo: Sim, um equilíbrio, valorizando as qualidades de cada um. Quem gasta muito, não significa que seja inconsequente; assim como quem só poupa não pode ser etiquetado como alguém que não sabe viver a vida. Um equilíbrio entre os dois seria a melhor saída. No entanto, uma coisa é certa: a melhor pessoa para cuidar das finanças de um casal é a mulher, pois a mulher, geralmente, é aquela que toma as decisões diárias de orçamento. Por exemplo, se no orçamento ela tem $100 dólares para a farmácia, mas naquele mês, por um motivo qualquer, teve que gastar $150 dólares, ela imediatamente vai segurar as compras da semana, por exemplo, para compensar o gasto inesperado. A mulher tem esta capacidade de ajuste de forma nata.
Claudia: E você acredita em personalidade financeira?
Gustavo: Sim, claro! A psicologia explica que a pessoa forma seu caráter até os 7 anos de idade; então é muito difícil que uma pessoa mude seu comportamento financeiro só porque o esposo ou esposa quer convencê-lo de que precisa poupar mais. Esta pessoa já tem o caráter formado. O interessante é que a lei que diz que os opostos se atraem realmente funciona, ou seja, um gastador vai se sentir atraído por um poupador. E por quê? Porque o gastador sabe aproveitar a vida, mas quando conhece um poupador, ele se se sente atraído, pois reconhece no poupador uma peça importante que está faltando em sua vida e vice-versa. Planejamento financeiro do casal deve ser conjunto. Saber onde está o dinheiro. Ambos têm que saber as escolhas que estão sendo feitas para o casal. O ideal seria uma conversa mensal para se saber onde o casal está situado naquele momento de vida.

Claudia: O livro “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos” era pra ter sido pequeno, no entanto, transformou-se neste sucesso máximo e absoluto. Hoje em dia, no Brasil, mesmo depois de 11 anos no mercado, as pessoas presenteiam com este livro casais que ficam noivos. É quase como uma bíblia das finanças, virou uma tradição e a única trilogia que foi assistida por 11 milhões e meio de pessoas, ficando atrás somente do filme “Tropa de Elite”. Como você se sente quanto a isso?
Gustavo: A vida é tão intensa, tanta coisa aconteceu. Não deu tempo de me encantar demais com o assunto. Na verdade, eu sinto uma responsabilidade muito grande, pois quanto mais pessoas a gente impacta, maior a necessidade de que os próximos trabalhos sejam ajustados, não para dezenas, mas para milhões de pessoas. Hoje eu lanço um vídeo no YouTube e eu tenho 5 mil visualizações em menos de 3 horas, então você tem que tomar muito cuidado com o que você diz – o alcance é muito maior. Mas é inegável a satisfação de acordar com algumas dezenas de mensagens todos os dias na mídia, de pessoas que – por terem lido o livro – deram o passo inicial que realmente mudou a vida financeira deles; claro que não foi o livro sozinho, mas foi a ignição de um processo que levou a conversa entre a família e o autoconhecimento necessário para a mudança.
Os leitores do livro “Casais (…)” reclamavam muito que o capítulo 5 (sobre filhos) era muito bom, mas muito pequeno, e assim nasceu “ Pais inteligentes enriquecem seus filhos”. Depois, o meu segundo best seller “Investimentos Inteligentes”.
Educação financeira vai muito além de se fazer contas. O profissional pode fazer as contas, o consumidor não precisa entender de IRA’s ou 401ks’, porque o expert ensina, agora se preparar para estar pronto para mudanças que podem acontecer no caminho, aprender que seus planos têm que ter uma certa flexibilidade; o que fazer quando isso acontece…

Claudia: Deixe uma mensagem para a nossa comunidade brasileira.
Gustavo: É muito importante as pessoas estarem atentas para a educação financeira. Ás vezes, um pouquinho extra faz muita diferença no futuro. Por isso, a prática de um trabalho extra, de um segundo trabalho, pode fazer toda a diferença para o futuro de alguém. Tem uma frase que define bem o nosso trabalho de educação financeira: “Você trabalha e eu trabalho. Você descansa, eu trabalho. Você reclama e eu descanso”. E aquele pouquinho a mais que eu fiz que tem o poder de mudar tudo!

Se se você deseja saber mais sobre Gustavo Cerbasi, acesse www.gustavocerbasi.com.br, Facebook: Gustavo Cerbasi Oficial), e YouTube e Instagram: @gustavocerbasi.
Uma boa semana para todos!

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,

Claudia Fehribach
Claudia Fehribach
Carioca, formada em Artes pela Universidade do Rio de Janeiro. Conselheira financeira especialista em orçamento, aconselhamento de crédito pessoal e hipotecas reversas. Atua na empresa DebtHelper.com. Envie sua dúvida por email.
222