DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Batalha Final para Internacional e São Paulo.

Consideradas duas das melhores equipes do futebol brasileiro, São Paulo e Internacional se enfrentarão pela partida de volta da final da Libertadores nesta quarta-feira, às 21h45min, no Beira-Rio, para decidir quem é o melhor time do país e o dono do continente.

Os dois clubes colhem os frutos por serem exemplos de organização e planejamento. Com elencos de dar inveja à maioria dos seus adversários no futebol nacional, a final de quarta-feira é, por muitos, considerada a decisão que o Nacional só não terá porque é disputado por pontos corridos.

A vantagem é da equipe de Abel Braga que, além de jogar com o apoio de mais de 50 mil Colorados, venceu o primeiro jogo no Morumbi por 2 a 1 e pode chegar ao inédito título continental com um empate. O São Paulo, por sua vez, precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para levantar pela quarta vez a taça. A vitória são-paulina por um gol levará o jogo para a prorrogação e, em caso de igualdade, para os pênaltis.

Mas o resultado no primeiro jogo não conforta o treinador da equipe gaúcha a escalar uma formação defensiva. Sem o volante Fabinho, expulso no Morumbi, Abel Braga poderia optar por Índio, formando uma linha de três zagueiro. Porém, quem deverá entrar é o volante Wellington Monteiro, mantendo a formação do 4-4-2.

– Não vai fugir disso. Mas uma coisa é certa. Não vamos lutar pelo empate, vamos em busca de nova vitória — garantiu Abel.

Se no Colorado a dúvida se restringe à vaga no meio-de-campo, o técnico do Sampa, Muricy Ramalho, faz mistério. Essa é a palavra que define o São Paulo para o confronto que poderá trazer ao Morumbi o tetracampeonato da Libertadores.

A escalação do Sampa para a partida deverá ser conhecida somente quando o time entrar no gramado do Beira-Rio. Muricy ainda tem dúvida para duas posições da equipe. A primeira é quem entra no lugar de Josué, que foi expulso no primeiro jogo. Richarlyson e Ramalho são as opções, mas o primeiro deverá ser o escolhido principalmente depois da sua ótima atuação contra o Goiás, pelo Brasileiro.

Já a segunda dúvida depende do aspecto burocrático. A novela Ricardo Oliveira ainda se arrasta e a diretoria Tricolor não perdeu as esperanças de contar com o jogador. Na segunda-feira, o nome do atleta constava no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, com a prorrogação do seu contrato até o dia 17 de agosto, um dia após a final. A Fifa e a Conmebol avalizaram a situação, constatando que o clube foi vítima da mudança da data da final. O Betis (ESP), porém, ainda precisa liberar o atacante para o jogo.

Além de ganhar o rótulo de melhor equipe da América, o campeão também garante vaga no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. Corintianos e palmeirenses torcendo pelo Inter, gremistas ao lado dos são-paulinos, a partida mais importante do futebol sul-americano do ano, promete.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL X SÃO PAULO

Data-Hora: 16/8/2006, às 22h Local: Estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Árbitro: Horácio Elizondo (ARG) Assistentes: Rodolfo Otero e Darío García (ARG)

Internacional: Clemer, Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Edinho, Wellington Monteiro, Tinga e Alex; Rafael Sobis e Fernandão. Técnico: Abel Braga

São Paulo: Rogério Ceni; Fabão, Lugano e Edcarlos; Souza, Mineiro, Richarlyson, Danilo e Júnior; Leandro e Aloísio (Ricardo Oliveira) Técnico: Muricy Ramalho

Lancepress

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222