DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Após nova derrota, Guga diz que ainda está mal fisicamente

Com as esperadas deficiências, como falta de ritmo, apresentar um forte cansaço no segundo set e um número grande de erros não forçados – 25 no total – Gustavo Kuerten disse adeus ao Masters Series de Roma, ao perder para o inglês Tim Henman, número seis do mundo, por 6/3 e 6/3. Fora da competição, mas com muitas esperanças de “dar a volta por cima”, Guga deu uma entrevista emocionada no Foro Itálico e revelou todo seu desejo de continuar nas quadras do circuito internacional, com prazer e sabor.

“Perdi…mas quero continuar jogando tênis. É o que eu gosto. Adoro competir e sei que ainda posso voltar a jogar no nível dos melhores”, afirmou Guga com veemência. “Não fosse assim estaria em casa, curtindo a vida. Mas, depois de três anos difíceis em que sentia muitas dores, com problemas na perna direita e não podia sequer treinar por mais de uma hora e meia, agora estou feliz por poder jogar novamente com gosto e prazer.”

Guga, como definiu a imprensa internacional, apresentou flashes de seu jogo de tricampeão de Roland Garros. Durante a partida com Henman revelou muitos altos e baixos. Chegou até a quebrar o bom serviço do inglês – que teve um porcentual altíssimo de aproveitamento de primeiro saque, com 75%, quando uma boa média está em torno de 65% -. Mas faltou regularidade, certeza na aplicação de golpes e cometeu muitos erros.

Nada que pareça assustar o tenista.

“Acho que ainda estou com 50% das minhas condições físicas”, explicou. “Apesar disso, em alguns momentos mostrei que posso jogar num bom nível. Isso é um bom sinal. Mostra que tenho muito ainda a melhorar.” Depois de mais de seis meses afastado do circuito, Guga também deu notícias tranquilizantes e animadoras. “Sinto-me muito, muito melhor do que depois da primeira cirurgia. Estou jogando sem dores e sei que mais cedo ou mais tarde vou reencontrar o meu jogo e ficar mais esperto na quadra.” Na próxima semana, Guga vai para Hamburgo, no último preparativo antes de Roland Garros. Suas esperanças são de que possa avançar algumas rodadas para adquirir o tão importante ritmo. E, com sinceridade, falou também de suas esperanças e perspectivas para o Aberto da França, o seu torneio preferido.

“Este vai ser um ano difícil para mim”, admitiu. “A minha diferença com os outros jogadores ainda é grande. Mas para mim, competir é maravilhoso. Mesmo assim não me vejo com muitas chances de em Roland Garros ir além de umas quartas-de-final, ou quem sabe até uma semifinal. Mas quanto mais eu puder jogar, isso vai ser de muito valor para mim e vou dar tudo de mim. Este é o plano. Afinal, não me falta motivação.”

RICARDO MELLO – Além da derrota de Guga, o tênis brasileiro amargou a eliminação também de Ricardo Mello, que perdeu para o eslovaco Domink Hrbaty por 6/4 e 6/3. Mello, apesar de seguidas derrotas nesta temporada de saibro, está na 53.ª colocação, como número 1 do Brasil. Guga caiu para 110 e Flávio Saretta está em 108.

Em outros jogos da rodada, Andy Roddick eliminou Greg Rusedski por 6/4 e 6/2, enquanto Andre Agassi superou o italiano Alessio Di Mauro por 7/5 e 6/2.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196