DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Americano de 87 anos é condenado por intenção de fazer turismo sexual

Um americano de 87 anos foi condenado a 20 anos de prisão por ter tentado viajar para as Filipinas com o objetivo de ter encontros sexuais com duas menores.
John Seljan, que usa uma cadeira de rodas, admitiu para a polícia que ele tem visitado constantemente jovens nas Filipinas durante os últimos 20 anos.

O juiz disse que a sentença de Seljan à prisão seria “equivalente a uma sentença de prisão perpétua”.

Ele é a primeira pessoa a ser condenada num julgamento sob a Lei de Proteção americana (Protect Act), dirigida para a contenção do turismo sexual.

O ex-cantor de música country e homem de negócios foi preso no Aeroporto Internacional de Los Angeles em 2003, quando agentes da polícia encontraram em sua bagagem pornografia infantil, objetos de cunho sexual, cartas explícitas para duas meninas, uma de 9 outra de 12 anos, e 45 quilos de chocolate.

Algumas fotos mostravam o idoso semi-nu, com jovens meninas também nuas.

Após um julgamento sem júri em novembro, Seljan foi condenado por “tentativa de viajar ao exterior com intenção de engajar em comportamento sexual ilegal com um menor”.

Prisão Perpétua

O viúvo e avô poderia ter sido condenado a até 180 anos por essa e outras cinco acusações, mas a juíza americana Alicemarie Stotler optou pela sentença mínima de 15 a 20 anos.

“Quando se tem 87 anos, essa sentença é equivalente a uma de prisão perpétua”.

O homem defendeu-se dizendo não saber que suas ações eram contra a lei, e que alguns pais nas Filipinas o deixavam praticar atos sexuais com suas filhas.

A investigação começou quando uma carta mandada por Seljan para as Filipinas por emissário foi aleatoriamente aberta para uma inspeção em 2003.

Um agente notou que a carta era para uma criança apesar de seu conteúdo sexual, e informou o caso a seus superiores.

Após o veredito, o procurador-assistente dos Estados Unidos Richard Lee disse que este refletia “a seriedade da maneira como o Congresso vê este problema, e o que está tentando fazer sobre isso”

A Lei de Proteção de 2003 foi introduzida para criminalizar o “comportamento de americanos que viajam para o exterior para molestar crianças em países estrangeiros” acrescentou ele.

Seljan já foi condenado por ter atacado sexualmente uma garota de 11 anos em 1977 em Wisconsin.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223