DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Alemanha x Itália: o que disseram os técnicos.

Jurgen Klinsmann: Obviamente, não há a menor dúvida de que estamos muito decepcionados, e a decepção é esperada quando há tanta emoção envolvida. É o fim de um sonho. Dói muito quando o outro time dá um nocaute pouco antes do apito final – é preciso algum tempo para superar a situação. Mesmo nós, técnicos, precisamos de um momento para superar a decepção. Mas eu disse ao time, logo depois do jogo, que eles podem se orgulhar de seu desempenho, fizeram muito e sempre se esforçaram ao máximo.

Mostramos que podemos competir com os melhores times do mundo. Quase conseguimos fazer gol, e ambos os times tiveram chances, mas enfrentamos um adversário que soube, pouco antes do final do jogo, aproveitar ao máximo suas oportunidades, e isso nos derrotou.

Parabéns à Itália e ao Marcello Lippi. Desejo-lhes sorte na final. O que queremos agora é mostrar um desempenho fantástico aos nossos torcedores na partida pelo terceiro lugar e jogar bom futebol.

De qualquer modo, o torneio já é um grande sucesso para nós, e podemos nos orgulhar de nosso trabalho. Há jogadores no time com potencial incrível e que começam a ganhar destaque no nível internacional. Em pouco tempo, eles progrediram muito. Podemos olhar o futuro com muito otimismo, e muitos em nosso time fizeram nome no cenário internacional durante o torneio.

Marcello Lippi: Teria sido injusto se não tivéssemos vencido ou se tivéssemos ido para a decisão por pênaltis. Esta noite, nosso jogo foi superior ao da Alemanha – acertamos a trave e o travessão, e dominamos o jogo. Os anfitriões não podem se queixar. Estamos felicíssimos por termos jogado aqui, na Alemanha, e vencido, apesar do fato de haver 60.000 torcedores contra nós. Isso mostra o verdadeiro caráter de meu time, que jogou com muita confiança e manteve muito bem a posse de bola. Estou muito satisfeito e tenho certeza de que todos os torcedores italianos também estão contentes.

Era óbvio que o final da prorrogação seria decisivo, e foi por isso que coloquei outro atacante. No decorrer da partida, nossa qualidade começou a brilhar cada vez mais. Porém, mesmo assim, ainda estávamos prontos para os pênaltis. De modo geral, mantivemos mais posse de bola, e isso nos deu uma certa confiança, mesmo se não conseguimos criar muitas oportunidades. Estou satisfeito, porque Alessandro del Piero foi um dos jogadores que ajudaram a virar o jogo a nosso favor. Contudo, ainda não acabou. Agora veremos quem vamos pegar na final, mas enfrentaremos quem quer que seja – não temos nenhuma preferência.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222