DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Agente do serviço clandestino da CIA pede aposentadoria

Robert Richer, que ocupa o segundo posto mais importante do serviço clandestino da agência de inteligência dos Estados Unidos, a CIA, anunciou que irá se aposentar porque não tem a confiança necessária para prosseguir no cargo.

Richer fez o anúncio nesta sexta-feira. Ele era uma das escolhas pessoais do diretor da agência, Porter J. Goss. O serviço clandestino da CIA –conhecido formalmente como Diretoria de Operações– é responsável pelo recrutamento de agentes estrangeiros e por conduzir operações contra o terrorismo e o tráfico internacional de drogas.

Especula-se que a saída de Richer esteja ligada ao debate atual sobre melhorias das ações da CIA. A agência perdeu peso com a indicação de John Negroponte como o responsável geral pela inteligência norte-americana.

O antecessor de Richer no cargo e seu superior pediram demissão no ano passado ao entrar em confronto com Porter J. Goss. Eles afirmam que se sentiram frustrados por não conseguirem implementar certas medidas.

O porta-voz da CIA não quis comentar o assunto. Ontem, Goss enviou uma mensagem a todos os empregados da CIA no mundo inteiro elogiando o trabalho de Richer por 35 anos, o que alimentou as especulações de que sua saída reflete problemas internos na agência.

A CIA foi criticada e pressionada a fazer mudanças depois que não conseguiu evitar os atentados de 11 de Setembro nem encontrar as armas de destruição de massa iraquianas, motivo inicial pela qual os EUA invadiram o Iraque.

Uma comissão recomendou a criação da Diretoria de Inteligência Humana dentro da CIA, que teria mais poderes do que a Diretoria de Operações.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153