DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Adriana Nogueira: O que é inteligência emocional

Inteligência emocional é “a capacidade de reconhecer nossos sentimentos e aqueles dos outros, para nos motivar e administrar bem as nossas emoções em nós e nas nossas relações. A inteligência emocional descreve abilidades distintas, mas complementares, à inteligência acadêmica.” (Daniel Goleman, 1998)
De acordo com as pesquisas, uma pessoa com um QI alto terá 20% de chance de ser bem-sucedida, enquanto que uma com um QE terá 80%.

Os três componentes da Inteligência Emocional: 1) Competência emocional; 2) Maturidade emocional; 3) Sensibilidade emocional.

Competência emocional significa:
1) Administrar as perturbações emocionais (raiva, tristeza, depressão, felicidade, tudo que nos tira do equilíbrio);
2) Saber manter a autoestima alta;
3) Administrar o próprio egoísmo;
4) Lidar com o complexo de inferioridade.
Todos os pontos acima requerem uma análise honesta e transparente de si mesmo, o que engendra tanto desconforto quanto humildade e termina em fortalecimento e alegria, porque tiramos um peso das costas. Fingir conosco mesmos é cansativo, mais do que fingir com os outros.

Maturidade emocional significa:
1) Ter consciência de si (ou seja, estar presentes a si mesmos, saber o que se está sentindo, entender de onde vem, por que acontece, o que o outro desperta em nós. Observar-nos.);
2) Ajudar os outros a se desenvolverem (a pessoa que está em sintonia consigo irá naturalmente promover os outros);
3) Saber adiar a gratificação (este é um corolário do ponto acima acerca do egoísmo: saber postergar o próprio prazer, conseguir ter prioridades acimas da própria gratificação);
4) Ser adaptável e flexível (tudo isso leva a desenvolver uma grande flexibilidade e, portanto, uma grande capacidade de adaptação).

Sensibilidade emocional significa:
1) Perceber o limite da excitação emocional (ou seja, o momento em que as emoções surgem, que podem ser tanto positivas quanto negativas);
2) Ter empatia (só quem sentiu em si poderá sentir o que o outro sente);
3) Saber melhorar as relações interpessoais;
4) Saber comunicar as próprias emoções (esta é a abilidade mais estratégica para desenvolver relações positivas e, muitas vezes, solucionar situações muito difíceis).

A pessoa com um alto grau de inteligência emocional:
– Não tem medo de expressar seus sentimentos e emoções;
– Não se deixa dominar por emoções negativas (as sente e as tem, mas não a dominam);
– Sabe equilibrar sentimentos e razão, lógica e realidade;
– É independente, autoconfiante e moralmente autônoma;
– Não é motivada por poder, riqueza, status, fama e aprovação;
– Se interessa pelos sentimentos dos outros;
– Não se deixa imobilizar pelo medo ou pela preocupação;
– Sabe quando falar e quando calar;
– É emocionalmente resiliente.

A pessoa com baixa inteligência emocional:
– Não assume a responsabilidade pelos próprios sentimentos, mas a joga para cima dos outros;
– É insensível aos sentimentos alheios;
– Não tem empatia ou compaixão;
– É insegura e na defensiva, e acha difícil assumir os próprios erros ou expressar remorsos ou se desculpar sinceramente;
– Não sabe escutar, interrompe, desqualifica. Não compreende as emoções que lhe estão sendo comunicadas. Foca nos “fatos”, e não nos sentimentos.
– Não leva em consideração os sentimento dos outros antes de agir.

A pergunta que todos devem estar se fazendo nesta altura: a inteligência emocional pode ser aprendida, desenvolvida, melhorada? A resposta é um sonoro SIM!
Ser capazes de reconhecer, conhecer, administrar as próprias emoções e sentimentos é essencial para termos mais felicidade e uma vida relacional mais harmoniosa. Tenho percebido em minha prática clínica que quanto mais uma pessoa desenvolve sua inteligência emocional, mais de bem com a vida ela fica e, sem ela fazer esforço, esse bem-estar se transmite a todos à sua volta.
Referência: Attri, M. “EQ x IQ”.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,

Adriana Tanese Nogueira
Adriana Tanese Nogueira
Life Coach com training psicanalítico, filósofa, terapeuta transpessoal, terapeuta Florais de Bach, autora, educadora perinatal, fundadora da ONG Amigas do Parto, do Instituto de ensino à distância Ser e Saber Consciente e do ConsciousnessBoca em Boca Raton, FL-EUA. Contato: +1-561-3055321 - www.adrianatanesenogueira.org.
225