DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

A América é Internacional.

A equipe do Internacional é a nova campeã da Copa Libertadores. Com um jogo consistente, o Inter levou o estádio Beira-Rio ao delírio nesta quarta-feira(17) ao empatar com o São Paulo por 2 x 2 no jogo de volta da final para garantir o seu primeiro título continental.

Com o placar feito no primeiro jogo de 2 x 1 , o Inter assegurou o título inédito com o placar agregado de 4 x 3.

Agora a equipe tentará dar um passo maior ainda, na disputa do Mundial de Clubes da Fifa, no fim do ano. O Inter entra diretamente nas semifinais, assim como o Barcelona, atual campeão da Europa.

A equipe gaúcha também acabou com os sonhos dos paulistas de conquistar o tetracampeonato da Libertadores com duas apresentações equilibradas nas duas partidas da final entre os dois primeiros colocados do Campeonato Brasileiro.

O jogo começou tenso, com várias entradas fortes. Antes dos cinco minutos, os jogadores do Inter Fernandão e Jorge Wagner já tinham levado cartão amarelo.

Precisando vencer o jogo por pelo menos dois gols de diferença, o São Paulo começou pressionado e aos seis minutos Aloisio tocou para Danilo na entrada da área, mas o goleiro Clemer conseguiu defender o chute do meia.

No minuto seguinte Lugano perdeu grande chance para a equipe paulista ao chutar para fora sozinho na frente de Clemer.

O Inter foi se encontrando em campo aos poucos, e aos 14 Fernandão aproveitou bobeada do meio-campo do São Paulo e escapou pelo meio, mas não conseguiu dominar e Rogério Ceni defendeu.

Aos 18 minutos o jogo teve que ser paralisado devido à fumaça dos sinalizadores usados pela torcida do Inter. Foram cerca de cinco minutos de paralisação.

O Inter conseguiu abrir o placar aos 29 minutos, numa falha de Rogério Ceni. Após cobrança de falta, o goleiro não conseguiu segurar a bola e Fernandão aproveitou para marcar.

Assim, Rogério Ceni encerrou a busca pelo tetracampeonato do São Paulo com uma falha forte e sem conseguir se tornar o maior goleiro-artilheiro do futebol, ele está empatado com o paraguaio José Luis Chilavert, com 62 gols.

O São Paulo voltou para o segundo tempo com uma postura mais ofensiva, e arrancou o empate logo aos seis minutos. Após cobrança de falta da direita, Lugano desviou e Fabão mandou para as redes.

O Inter não se assustou com o gol e passou a administrar a posse de bola, garantindo a vitória aos 21 minutos. Fernandão cabeceou na área e Rogério Ceni defendeu, mas o atacante conseguiu pegar o rebote e tocou para Tinga fazer 2 x 1.

Em seguida, o árbitro argentino Horácio Elizondo expulsou Tinga, porque ele já tinha um cartão amarelo e comemorou o gol colocando a camisa sobre a cabeça. O jogador saiu de campo ovacionado pela torcida.

Após o gol o técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, tentou deixar a equipe mais ofensiva, colocando o atacante Alex Dias no lugar do zagueiro Edcarlos. Ele já tinha colocado em campo Lenílson e Thiago.

A equipe conseguiu arrancar o empate aos 40 minutos, quando Clemer não conseguiu segurar chute de Júnior e Lenílson aproveitou o rebote para fazer 2 x 2.

O São Paulo ainda teve uma boa chance com Alex Dias, mas Clemer conseguiu espalmar e a equipe tricolor não conseguiu fazer o terceiro para levar o jogo para a prorrogação, e o Inter conseguiu administrar a posse de bola para assegurar a vitória e arrancar lágrimas do técnico Abel Braga.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222